Após devolução, Prefeitura prepara doação de área para Aldeias de Vida

Terreno de 360 mil m² é devolvido pelo IPT após pedido de Executivo e Legislativo

Reunião que definiu futuro de área do IPT; entidade aguardou 15 anos para obter regularização de espaço (Foto: Divulgação)
Reunião que definiu futuro de área do IPT; entidade aguardou 15 anos para obter regularização de espaço (Foto: Divulgação)

Lucas Barbosa
Lorena

A Prefeitura de Lorena recebeu do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), na última quinta-feira, a doação de uma área de 360 mil m², localizada às margens da rodovia BR-459, que liga o município a Piquete.  A expectativa do Executivo é que parte do terreno seja doada a entidade assistencial e religiosa Aldeias de Vida, que há cerca de 15 anos desenvolve ações no local.

Há quase três décadas, o IPT, vinculado à secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, foi contemplado por Lorena com a doação da área na BR-459. Já que grande parte do local não foi utilizada pelo órgão estadual, um determinado pedaço acabou se transformando em depósito de resíduos sólidos urbanos, popularmente conhecido como “Lixão”.

Durante seu segundo mandato, que ocorreu entre 2001 e 2004, o ex-prefeito Aloísio Vieira (PDT), mesmo sem o Município ser o dono da área, autorizou a entidade católica Aldeias de Vida utilizar um galpão no terreno para a realização de encontros religiosos. Desde então a instituição realiza eventos aos fins de semana no local, atendendo mais de 17 mil pessoas ao longo dos últimos anos.

Com o objetivo de conseguir a doação do espaço para as Aldeias de Vida, o integrante da entidade e presidente da Câmara, Waldemilson da Silva, o Tão (PR), há oito anos vem reunindo esforços para viabilizar a ação. Contando com o apoio da atual gestão municipal, comandada pelo prefeito Fábio Marcondes (PSDB), o chefe do Legislativo recebeu uma boa notícia na última quinta-feira, quando foi assinada a escritura que garante o IPT devolver a área para o Município, abrindo caminho para que entidade  receba um pedaço do terreno de quase 10 mil m². “Essa conquista é motivo de muita alegria, já que nossa cidade está perto de retribuir às Aldeias o enorme bem que ela faz na vida de tantas famílias. Essa luta de quase uma década teve sucesso graças a esta parceira entre o Legislativo e o Executivo”, comemorou Tão.

O secretário de Negócios Jurídicos, Adriano Aurélio dos Santos, explicou que o próximo passo do processo será o registro da escritura junto ao Cartório de Registro de Imóveis, oficializando a propriedade da Prefeitura sobre a área. Na sequência, o Executivo ingressará com o processo de desdobro do local, sendo aberta uma nova matricula da área que poderá ser doada às Aldeias de Vida. “Depois deste processo encaminharemos um projeto à Câmara pedindo autorização para a doação de parte do terreno para as Aldeias de Vida. O único entrave que existe no momento é que ainda temos um passivo ambiental relativo à época do lixão, mas acredito que em breve isto será resolvido”.

Projetos – O presidente das Aldeias de Vida, Pedro Alckmin, revelou quais ações pretende realizar no terreno próximo à rodovia BR-459, caso a doação seja concretizada. “Estamos há muitos anos neste local, mas já que ele não é de propriedade da entidade, não investimos em obras. A doação nos dará segurança para que avancemos em melhorias de infraestrutura, futuramente viabilizando até mesmo a construção de uma capela e um espaço destinado para crianças”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?