Homem com suspeita de coronavírus foge do Pronto Socorro de Guaratinguetá

Paciente deu entrada com sintomas de Covid19 mas ficou assustado antes de ser examinado e fugiu de unidade médica

Corpo de Bombeiros, Samu e Polícia Militar em busca do paciente, no Beira Rio 2, com suspeita da Covid-19 que fugiu do Frei Galvão (Foto: Leandro Oliveira)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

Um homem com suspeita de coronavírus fugiu do Pronto Socorro de Guaratinguetá na última quarta-feira. O paciente procurou atendimento com sintomas de Covid-19 e, ao ser informado que seria examinado como caso suspeito do vírus, fugiu. Ele deixou o PS sem ser testado. Órgãos de saúde e segurança do município fizeram buscas no Beira Rio 2, mas o paciente não foi encontrado.

O Corpo de Bombeiros atuou na operação de buscas. Os militares foram acionados às 19h15 para uma ocorrência de paciente suspeito de estar infectado pelo novo coronavírus. Segundo informações, o homem procurou o Pronto Socorro com dificuldades para respirar e fugiu após ser informado que seria testado para Covid-19.

Bombeiros, Samu e Polícia Militar procuraram o homem pelas ruas do Beira Rio 2, após um conhecido do paciente informar um local onde ele costumava frequentar, mas ele não foi encontrado.

A PM fez o apoio às buscas e contatou familiares do foragido. “Fomos na casa dos familiares, local de trabalho, fizemos contato com amigos, para pelo menos orientá-lo. Procurei saber por telefone, tentei ligar para ele retornar, devido ao nível de responsabilidade por trás disso, mas caía na caixa postal. Agora, estamos, infelizmente com uma pessoa suspeita (de contágio) nas ruas”, contou o comandante da Polícia Militar em Guaratinguetá, capitão Wagner Guimarães.

O capitão ressaltou que em todas as ocorrências relacionadas a casos suspeitos de Covid-19, o contato é feito com o Corpo de Bombeiros, pois o agrupamento tem o equipamento próprio para esse tipo de operação. “Infelizmente aconteceu esse fato. Vamos esperar que ele se acalme e procure tratamento, pois não é algo incurável. Se ele se internar direitinho, enquanto tem leito, vai se recuperar”.

O comandante da PM reforçou o pedido por cautela sobre o caso, já que o homem adotou uma atitude atípica de fugir do exame, e redobrou a solicitação por calma por parte dos demais moradores da cidade.

Contaminações – Ainda na quarta-feira, Guaratinguetá registrou a sexta morte suspeita de novo coronavírus. Um morador de Guará, de 72 anos, morreu no Hospital Frei Galvão após seu quadro de saúde se agravar nesta semana. Antes dele, outros cinco pacientes que estavam internados no mesmo hospital, também morreram com sintomas do vírus. Do total, uma das mortes era de Cachoeira Paulista e outras cinco eram de Guaratinguetá.

Todas as mortes são suspeitas, já que ainda não há confirmação laboratorial do Instituto Adolfo Lutz.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?