Dario Rodrigues Leite pode virar hospital de campanha para coronavírus em Guará

Em Aparecida, prefeita Dina Moraes e Santuário Nacional descartam informações sobre montagem de estrutura para atendimentos a pacientes

Prefeitura de Guará aguarda decisão de DRS para abertura de hospital campanha no estádio Dario Rodrigues Leite (Foto: Leandro Oliveira)

 

Leandro Oliveira
RMVale

Com o avanço do número de casos suspeitos de coronavírus na região, os municípios projetam alternativas para conter o Covid-19 ou para evitar que mortes sejam registradas. Entre as medidas estão instalações de possíveis hospitais de campanha em cidades estratégicas, para atendimentos de pacientes clinicamente diagnosticados com o vírus.

A Prefeitura de Guaratinguetá confirmou que solicitou à DRS (Diretoria Regional de Saúde) a abertura de um hospital de campanha no estádio municipal Dario Rodrigues Leite. A ideia, se colocada em prática, funcionará como a que foi adotada pela Prefeitura de São Paulo, que utiliza as estruturas do estádio Pacaembú para montagem das alas do hospital provisório.

Ainda que a medida possa surtir agilidade nos atendimentos em caso de agravamento da pandemia na região, o município depende da aprovação da União ou do Estado para montagem da estrutura.

Segundo a secretária de Saúde, Maristela Macedo, a ideia inicial, de contar com auxílio da Aeronáutica segue sem definição. “Não há previsão do Governo do Estado ou Federal, nem da Aeronáutica, pois consultamos a Aeronáutica hoje e ela nos passou uma ampliação da sua capacidade (de atendimentos) mas não a formação de um hospital de campanha no município. Já disponibilizamos o estádio municipal, mandamos essa proposta para a DRS de Taubaté, mas estamos aguardando esse posicionamento”, afirmou a secretária de Saúde, Maristela Macedo.

Em Aparecida, uma informação extraoficial sobre a montagem de um hospital de campanha dentro do perímetro do Santuário Nacional foi rechaçada. A informação foi veiculada nesta semana em emissoras de rádio da região.

Por nota, o Santuário descartou a notícia. “Desconhecemos a informação”.

Também por meio de nota, a Prefeitura de Aparecida negou que a prefeita Dina Moraes (PDT) tivesse mantido contato com o governador João Dória (PSDB) e que o tucano teria pedido a montagem de um hospital temporário na cidade. “Os boatos relacionados a um contato do governador João Doria com representantes da Prefeitura Municipal de Aparecida não são sólidos. A prefeita Dina Moraes Moreira informa que não houve um pedido oficial para o Paço Municipal até o momento”.

O comunicado informa ainda que a Prefeitura tem seguido todas as orientações do Ministério da Saúde e segue os mesmos passos decretados pelo Governo Estadual. O município conta tom todos os equipamentos de higiene, conforme recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e todos estão sendo disponibilizados para a rede de saúde pública.

Mortes – Em Guaratinguetá, foram registradas quatro mortes suspeitas por coronavírus na última semana. Uma das vítimas era de Cachoeira Paulista. Em Cachoeira, há um óbito suspeito. Em Pindamonhangaba são duas mortes suspeitas. Em Taubaté há uma morte investigada e em São José dos Campos três óbitos suspeitos de Covid-19.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?