Com incerteza, Prefeitura manda trancar o “Professor Dario Rodrigues Leite”

Leandro Oliveira

A incerteza sobre os novos gestores do Guaratinguetá Futebol Ltda fizeram com que a secretaria de Esportes da cidade trancasse o estádio e proibisse a entrada de qualquer membro da direção ou funcionário do clube. A determinação estava valendo desde o último dia 20, e nem o presidente do clube, Pedro Panzelli, está autorizado a frequentar as dependências do “Professor Dario Rodrigues Leite”, que passa por reforma no gramado.

A troca da grama teve início nesta semana e o processo todo deve ter duração de sessenta dias, até que o campo possa ser usado novamente. Mas o anúncio da troca dos gestores do clube, fez com que a secretaria de Esportes decidisse trancar as entradas para preservar o campo. A direção do time não comunicou a mudança de gestores à Prefeitura.

O trabalho para a troca do gramado continua sendo realizado. No dia 20, funcionários do Guaratinguetá estiveram no estádio e trocaram as fechaduras da parte administrativa do estádio, onde se concentrava a direção da empresa.

A expectativa é de que o gramado possa ser usado no fim de fevereiro. Porém, com o período de chuvas e as mudanças climáticas ocasionadas no Verão, o processo pode ser reduzido de 60 para 30 dias, dependendo da variação climática da região e a adaptação da grama.
A Garça estreia na Série A-2 no dia 1.° de fevereiro, contra o Mirassol, em casa. Como ainda não existem informações concretas sobre a manutenção do elenco após a chegada dos novos investidores, as atividades da equipe estão paralisadas.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?