Carlos Luna se queixa de falta de respeito por parte dos novos parceiros do Guaratinguetá


Leandro Oliveira
Guaratinguetá
Depois da confirmação da parceria entre Guará e um grupo de empresários de Leme, tudo o que estava sendo construído foi abaixo. Incertos sobre o futuro da carreira e do clube, os jogadores foram apresentados no último dia 17, mas dois dias depois da apresentação, o pesadelo teve início. Sem contratos assinados e insatisfeitos com a posição da atual administração, um grupo de atletas esteve no estádio “Professor Dario Rodrigues Leite”, nesta sexta-feira, dia que foi programada uma ‘reapresentação’ de elenco. Porém, até o momento, tudo segue indefinido.
Há 40 dias do início da Série A-2, o Guaratinguetá continua sem um elenco definido e sem planejamento. Uma apresentação de parte do grupo de jogadores que deve compor o time foi programada para a tarde de hoje. Alguns atletas foram ao estádio saber de suas situações junto ao clube. Porém, a direção da Garça não se pronunciou sobre quem fica ou deixa a equipe.
Um dos funcionários da nova gestão, formada por um grupo de empresários de Leme, esteve no estádio. Questionado sobre seu nome e função, o funcionário disse apenas que se chama Júlio. Depois de alguns minutos, afirmou ser assessor de Marketing. Ele não quis gravar entrevistas e foi direto para a sala da direção, nas dependências do estádio.
Os jogadores questionaram Júlio sobre situações contratuais, rotina de treinos, mas ele se limitou a dizer apenas que uma lista com os nomes dos atletas que permanecem no clube está com Pedro Panzelli, presidente, e que não podia mais passar nenhuma informação.
O goleiro Carlos Luna, se mostrou insatisfeito com declarou. “É uma coisa muito estranha. Toda vez que tem uma apresentação, você não sabe se de fato é uma apresentação, porque pode vir alguma coisa por trás”.
Questionado se foi acertado um valor contratual para que ele defendesse o clube, Luna disse que sim, mas só com o ex-diretor de futebol, Nenê. “Isso com o Nenê, só. Atualmente não. Quer dizer, com essa nova diretoria ninguém sabe dizer nada. E o próprio presidente que é o Pedro também não deu satisfação alguma”.
Para o goleiro a falta de informações e organização é prejudicial ao clube e aos atletas. “Isso é um desrespeito com os jogadores. É um desrespeito com a torcida, com a imprensa, com a molecada do sub-20. Essa falta de ritmo ou atraso no início da preparação vai ser refletida lá na frente. E o reflexo será negativo”.
Segundo Júlio, a pré-temporada deve ser iniciada na segunda-feira, em Leme. Porém, o Guará ainda não tem um elenco para iniciar a rotina de treinamentos.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?