Após série de reclamações, secretário de Serviços Urbanos garante limpeza nos cemitérios em Guará

Chefe da pasta revelou ação no Pedregulho; ossuário do cemitério da Saudade é foco de projeto

Cemitério da Saudade, um dos pontos que se tornaram foco de reclamações de famílias em Guaratinguetá (Foto: Arquivo Atos)
Cemitério da Saudade, um dos pontos que se tornaram foco de reclamações de famílias em Guaratinguetá (Foto: Arquivo Atos)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

A situação encontrada pela atual administração nos cemitérios públicos de Guaratinguetá não foi nada boa. Com acúmulo de entulho e mato alto, como principais reclamações, a nova gestão municipal colocou em prática um mutirão para limpar esses espaços. A situação mais caótica é a do cemitério do Pedregulho, de onde foram retirados 15 caminhões com entulho.

Já no Cemitério da Saudade, no bairro Engenho D’água, o problema é com relação as instalações da área de ossuário e as reclamações se estendem desde o ano passado. O secretário de Serviços Urbanos Crysantho Ferreira contou que essa é uma situação atípica e que requer cuidados especiais.

“Ele (cemitério) também sofre com falta de recursos. Estamos cientes das reclamações da parte de ossuários. Isso merece um projeto, não é simplesmente deslocar mão de obra. Requer um aspecto legal, dentro da legislação, para fazer essa remoção ou realizar qualquer outro trabalho”, respondeu.

O cemitério do Pedregulho tem uma área de aproximadamente 32 mil m² e é um dos maiores da região. A área é grande e antiga e os espaços entre uma sepultura e outra são pequenos.

O secretário contou que isso tem dificultado o trabalho de limpeza manual e com máquinas. “A imensa maioria, cerca de 90% do cemitério, é de área sem calçamento, sem nada. Isso propicia com grande rapidez o crescimento de mato e vegetação acelerada, principalmente nessa época do ano, com chuvas. Nossa obrigação é resolver esse problema, mas nossa dificuldade é a proximidade entre as sepulturas, já que o cemitério é antigo e não tem um planejamento de espaçamento entre os túmulos”, revelou Crysantho.

O secretário garantiu que o trabalho está sendo feito diariamente. Mesmo com uma equipe reduzida, os dez primeiros dias de ações no cemitério do Pedregulho resultaram na retirada de grande quantidade de entulho. “No último fim de semana foi feito um mutirão de limpeza com 12 funcionários. Na última semana foram removidos 15 caminhões basculantes de entulho, sujeira, mato”.

Os cemitérios do Cordeiro, Pessegueiro e dos Pilões, ambos na zona rural, têm movimento menor do que o do Pedregulho e também vão receber maior assistência, segundo Crysantho.

Compartilhar é se importar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?