Servidores apresentam proposta de aumento de 15% em Aparecida

Reajuste definido em pesquisa com funcionários aguarda resposta do Executivo

Da Redação
Aparecida

Aparecida deve iniciar em breve a negociação salarial dos servidores da Prefeitura. O sindicato que representa a categoria irá apresentar em assembléia aos trabalhadores a lista de reivindicações elaboradas através de pesquisa, e que dentre os benefícios, aponta para um pedido de reajuste salarial de 15%.
O presidente do sindicato, Valdecir de Oliveira, disse que a lista de pedidos será apresentada aos trabalhadores antes de iniciar qualquer tipo de negociação com o Executivo. “No próximo dia 29 vamos realizar uma assembleia extraordinária. Gostaria de pedir a participação de todos, porque nesse evento vamos apresentar nossa pauta de reivindicação para ser aprovada ou não pelos trabalhadores”.
Oliveira explicou que todas as solicitações foram elaboradas com base em um levantamento realizado pela entidade através da internet. “Fizemos uma enquete num site para apontar o que o servidor queria. Dentro dessa situação colhemos várias informações, e vamos fechar com o pedido de aumento de 15% no salário”.
Além do reajuste, outras propostas devem ser apresentadas, entre elas, pedidos referentes ao reajuste também do vale refeição, e a criação de um plano básico de saúde e dentário para os funcionários municipais.
A entidade também deve solicitar junto ao Executivo a criação de um espaço de lazer para todos os servidores, como uma gratificação a ser paga aos servidores que se aposentarem por tempo de serviço na Prefeitura.
Após a Assembleia, caso maioria absoluta aceite a lista apresentada, entidade e Prefeitura devem então começar as rodadas de negociações.
O presidente da entidade já adiantou que caso não avance as negociações, que segundo ele são “bem plausíveis diante do momento econômico”, a categoria poderá entrar em estado de greve. “A situação é difícil, todos estão vendo a inflação, e dentro de todos os limites fizemos uma pauta que todos podem ver que não é nada ignorante. O prefeito pode analisar com carinho e atender, caso contrário, dependendo da contraproposta e se os servidores entenderem por bem, vamos decretar estado de greve”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?