Polícia tenta prender homens que mataram idoso de 88 anos em Aparecida

Corporação identifica carros utilizados na fuga dos autores de latrocínio; vítima é morta após tentar golpear criminosos com uma vassoura 

Delegacia em Aparecida; Polícia Civil tenta identificar homens que mataram idoso na última terça-feira (Foto: Reprodução Polícia Civil)

Da Redação
Aparecida

A Polícia Civil de Aparecida segue mobilizada na tarde desta quarta-feira (12) para tentar identificar os autores do latrocínio (roubo seguido de morte) cometido no dia anterior contra um idoso de 88 anos no bairro Jardim Paraíba. A vítima, Valdir Naldi, mais conhecido como Didi, foi assassinada ao tentar reagir ao assalto. 

De acordo com a delegada titular de Aparecida, Cristiana Corrêa de Freitas, um casal de criminosos invadiu a casa, que fica na rua João Batista Rodrigues de Andrade, por volta das 9h da última terça-feira (11). Na sequência, os assaltantes renderam a proprietária do imóvel e a empregada doméstica. 

Ameaçando as vítimas com uma arma de fogo, os invasores exigiram que elas revelassem a senha do cofre. Como a idosa não se lembrava o código, os criminosos decidiram esperar o seu esposo chegar em casa. Enquanto isso, as duas mulheres foram amarradas e trancadas num dos banheiros da residência. 

Logo após estacionar o seu carro na garagem, Didi foi rendido pelo casal e levado ao interior da casa. Após discutir com os criminosos, o idoso tentou golpeá-los com uma vassoura, mas acabou atingido por dois disparos de arma de fogo e morrendo no local. Os assaltantes fugiram na sequência em um carro. 

Além de dar mais detalhes sobre a ação criminosa, a delegada revelou que sua equipe segue mobilizada para tentar identificar e prender os assaltantes.   “A moradora e a funcionária não souberam informar se os bandidos roubaram algo, porém pelas imagens conseguimos observar que a criminosa deixou a casa carregando uma bolsa. A ação contou com a participação de outras pessoas e já conseguimos identificar dois carros envolvidos. A investigação está bem adiantada e acreditamos que em breve conseguiremos prender os responsáveis”, afirmou Cristiana Corrêa. 

A morte de Didi causou comoção pelas ruas de Aparecida e redes sociais. Diversos amigos e familiares da vítima postaram homenagens no Facebook e cobraram a prisão dos assaltantes.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?