Após registrar primeira morte por H3N2, Caraguá adia eventos de verão

Marcados para janeiro, “Arena Verão”, “Vem pro Som”, “Desafio do Gigante” e shows privados devem ser remarcados; Prefeitura foca estrutura contra Covid e gripe

Competição de vôlei em Caraguá, que está entre os eventos pelo aumento de transmissão da Influenza (Foto: Reprodução PMC)

Bruna Silva
Caraguatatuba

Após registrar a primeira morte em decorrência da nova cepa do vírus Influenza, a H3N2, a Prefeitura de Caraguatatuba decidiu adiar os eventos de verão. A medida foi anunciada nesta terça-feira (11). Segundo informações da secretaria de Saúde, o óbito foi de um adolescente ainda no último mês.

A morto do jovem de 17 anos por H3N2 foi confirmado pelo Instituto Adolf Lutz. Mais dois casos de contaminações pela doença também foram informados, além de um para influenza sem identificação. 

Com o cenário de surto gripal junto à uma nova onda de casos de Covid-19, os eventos municipais estão adiados, sem datas confirmadas, como o “Arena Verão Esportiva”, “Vem pro Som” e o “Desafio de Gigantes”, que reuniriam músicos locais e de renome, em janeiro. Eventos particulares como shows previstos ainda para este mês, também terão de ser adiados.

Nos últimos dez dias, cerca setecentos casos de Covid-19 foram identificados por meio de testes nas UPA’s e laboratórios particulares. Para conter o cenário pandêmico, a Prefeitura ampliou em mais dez leitos na Casa de Saúde Stella Maris para pacientes contaminados pelo vírus. 

Segundo o responsável pela pasta, Gustavo Boher, a procura por atendimento médico com sinais de síndrome gripal atualmente é de duas mil pessoas diariamente nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento). “Eu venho alertar a todos. Nesse momento, não podemos deixar a guarda cair, temos que usar máscara, álcool em gel, manter o distanciamento e evitar aglomerações”, ressaltou.

A Prefeitura de Caraguá teve ainda o funcionalismo público afetado por conta dos casos de Covid-19 e H3N2, com servidores contaminados, inclusive médicos. Segundo as autoridades municipais, os eventos poderiam ainda prejudicar o atendimento à população.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?