Aparecida estuda licitação e nova tarifa no transporte público

Nova concessão deve ser lançada nos próximos dias; município está sem os serviços desde fevereiro, após o fim do contrato

Garagem da Pássaro Marron; Aparecida tem novo processo para duas linhas do transporte público (Foto: Arquivo Atos)

Marcelo Augusto dos Santos
Aparecida

A Prefeitura de Aparecida prepara um novo processo de concessão para as duas linhas do transporte público, que estão paralisadas desde fevereiro deste ano, após o fim do contrato. Já a tarifa não tem reajuste há 13 anos.

Com apenas 5,69 mil km² de área urbana dos 121,076 km² de extensão territorial, o município conta apenas com as linhas Vila Mariana-Itaguaçu e Vila Mariana-São Francisco, que eram administradas pela empresa Pássaro Marron. Além disso, a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) disponibiliza a linha 5316, que liga Aparecida a Guaratinguetá e que faz um trajeto, que percorre boa parte da cidade.

De acordo com o secretário de Justiça e Cidadania, Jefferson Monteiro, a atual empresa solicitou um aumento de 92% do valor da tarifa para a renovação do contrato. “A empresa que estava (Pássaro Marron) queria um aumento de aproximadamente para R$ 4,80. O valor é muito alto e por isso não houve a possibilidade de renovação da concorrência pública”, explicou Monteiro, sobre a proposta de alterar o preço da passagem, atualmente em R$ 2,80.

O último reajuste no preço aconteceu em 2008. Ainda segundo o secretário, a administração deve publicar o processo e o edital nos próximos dez dias. “Prefeitura estuda a possibilidade de criar o transporte complementar no município e acreditamos que nos próximos sessenta dias teremos uma posição sobre o assunto”, finalizou.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?