Iniciada no sábado, “Operação Romeiro 2020” amplia ações da PM em pontos do turismo religioso na região

Trabalho segue até dezembro, com foco em eventos como o Dia da Padroeira; medida tenta evitar crimes contra fiéis.

Viatura da PM, utilizada no sistema de segurança reforçado em Aparecida; Operação Romeiro 2020 (Foto: Divulgação 23° BPMI)

Lucas Barbosa
RMVale 

No final de semana em que o Santuário Nacional registrou movimento intenso em Aparecida (SP) com missas e eventos religiosos, a Polícia Militar deu início ao trabalho que amplia o sistema de segurança de até o final do ano. A “Operação Romeiro 2020” ampliou a atenção a fiéis em peregrinação a pontos do turismo religioso na região, como a própria Basílica, o principal santuário em homenagem a Nossa Senhora de Aparecida no mundo.

A expectativa é de que o número de crimes registrados contra visitantes seja reduzido com a maior presença policial, além do trabalho para conscientização sobre a importância do respeito às medidas de prevenção ao contágio do novo coronavírus.

O movimento de romeiros foi forte no feriado prolongado do Dia da Independência, com destaque para a manhã de domingo em Aparecida. Além da áreas para realização de missas, onde a capacidade liberada é de até seis mil visitantes (40% da capacidade total), o Santuário Nacional retomou neste fim de semana o Centro de Apoio ao Romeiro, galerias e atrações como o teleférico e o trem dos devotos. Já as praças de alimentação permanecem fechadas ao consumo no local. Outro ponto que já retomou as atividades, com atenção às restrições devido à Covid-19 é a Comunidade Canção Nova.

Com as atividades retomadas e a atenção à aproximação do dia 12 de outubro, data da Festa da Padroeira, o planejamento foi reforçado com ações como a Operação Romeiros.

Em nota oficial, o 23° BPMI (Batalhão da Polícia Militar do Interior) revelou que o trabalho, iniciado no sábado (5), segue até o dia 13 de dezembro, em Aparecida, Cachoeira Paulista e Guaratinguetá, que conta com estrutura e eventos em reverência a Frei Galvão, primeiro santo da Igreja Católica no Brasil.

Além da PM, a Operação Romeiro 2020 conta com as participações do Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Estadual e do Grupamento Aéreo de São José dos Campos.

Apesar da pandemia, a expectativa do Governo do Estado é que um alto fluxo de peregrinos, semelhante ao dos anos anteriores, utilizem a rodovia Presidente Dutra para chegarem à Aparecida.

Além de inibir possíveis furtos e roubos, o trabalho conjunto busca garantir que os romeiros tenham um acesso ágil ao serviço médico em caso de desidratação ou mal súbitos, ocorrências tradicionalmente registradas durante o período de peregrinação dos fiéis, que percorrem grandes distâncias rumo ao Santuário.

Devido à pandemia, as forças de Segurança Pública atuarão também em ações de conscientização dos romeiros sobre a necessidade de respeitarem as medidas de prevenção ao contágio da Covid-19, como a utilização de mascarás de proteção e da manutenção de uma distância segura entre os fiéis. Os agentes também orientarão os católicos a respeitarem as normas nacionais de trânsito, com o objetivo de evitarem atropelamentos e quedas.

A reportagem do Jornal Atos solicitou à Polícia Militar informações sobre o número de agentes que participarão da ‘Operação Romeiro 2020’, mas nenhuma resposta foi encaminhada até o fechamento desta matéria.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?