Política a conta-gotas…

Mercado de apostas

Professor Everton

Ganhou quem apostou em Pindamonhangaba, que o Gari Abençoado estaria entre os mais votados do partido Republicanos.

Lançado como ‘tapa buraco no grupo’, Gari com seus 1.007 votos ficou por 34 de diferença do eleito Cao e 24 à frente do Professor Everton – considerado como uma das ‘estrelas do partido’ – como suplente.


Leitura fina

Com nove dos atuais dezessete vereadores de Lorena carimbando seus passaportes para o próximo mandato, o resultado ao que tudo indica não satisfez muita gente na cidade, mas só de pensar que não vão mais ouvir os balbuciantes Pedro da Vila Brito e Samuel boca mole, nem o cachaceiro da rua Dom Bosco e o desajustado do Tanga Frouxa, já está sendo considerado um alívio, em que pese os mais perniciosos com seus vocabulários chulos terem permanecido. Perguntem àquele comissionado da sala ao lado…

Mandato compartilhado

A novidade de mandatos compartilhados – onde um determinado grupo de pessoas disputa ‘uma única’ vaga na Câmara e ‘um’ torna-se titular do mandato e os demais opinam – tem surpreendido eleitores de muitas cidades, menos os de Lorena, onde esta prática é bem conhecida em duas versões: entre os que se elegem, um manda e todos obedecem, quer dizer, votam – leia-se ‘síndrome do eucalipto’. Outra prática local é o mandato familiar, quando o que se elege não manda, mas um consanguíneo direciona o voto, quando não é traído. Perguntem ao enTão Tanga!!!

Bolsa de empregos

Comenta-se pelas esquinas de Cachoeira Paulista que após os resultados das eleições, Breno Anaya – mais perdido que ‘cachorro quando cai do caminhão de mudança’ – está encontrando dificuldade até para elaborar um bom currículo para o mercado de trabalho. Disseram que na especialidade em que o vereador ‘tornou-se PHD’, quanto mais experiência nesta área, ninguém contrata…

Plano ‘B’
Após ser derrotado na eleição de Cachoeira Paulista, o ainda vereador Breno Anaya seguiu em peregrinação a Piquete em busca de uma ‘vaguinha’ no futuro mandato do prefeito eleito Rominho. Para o sucesso da investida, o mais novo desempregado de 2021 levou o coleguinha Max na mochila como intercessor. A visita deixou a patuleia local em estado de alerta, temendo que a política de combate ao desemprego do novo prefeito comece com os extraditados da Prefeitura da cidade vizinha…

Auditoria & transição

Antônio Mineiro

Tem gente apostando em Cachoeira que o ainda prefeito Edson Mota não deverá abrir as portas da Prefeitura para o processo de transição para o eleito Antônio Mineiro, principalmente depois que a notícia que uma auditoria geral em todas secretarias e departamentos provocou disenteria em mais da metade dos comissionados da Motolândia.

Prazo de validade

Embora a presença física de Paulo Vieira esteja com os dias contados na Câmara de Cruzeiro, o efeito de seu nome deverá permanecer, principalmente se conseguir eleger o próximo presidente. Disseram que Jorge Currila é sua aposta para presidente e já conta com os votos de Gordo da Vila Batista e Sandra Cunha. Sobre os boatos que um dos seus vereadores patrocinados teria ‘empinado a carroça’ na hora de pôr o cabresto, não foi confirmado. Perguntem ao ex-vereador Laodelino…

Tobogã eleitoral

As mesmas urnas responsáveis pela renovação de 80% da futura Câmara de Pinda serviram para dar um recado de que ‘ninguém é vitalício’ no Legislativo. Carlos de Moura – o Magrão (PL) e Renato Cebola (PV) foram as duas almas sobreviventes na Casa de Leis, em detrimento dos ‘Inhos’ da Farmácia, Gislene Cardoso, o ‘altivo’ Professor Osvaldo e, quem diria, o quase lendário Janio Lerário, além dos que temeram os eleitores: o falastrão Ronaldo Pipas, Roderley Miotto, Felipe Cesar e Rafael Goffi – que, se não temia as urnas, agora passa temer após amargar a 3ª posição no ranking para prefeito.

Aviso aos navegantes

Sentenciado pelas urnas há pelo menos quatro anos de ‘gancho na vida pública’, Ronaldo Pipas em ‘seus suspiros finais’ na tribuna da Câmara, afirmou que em 2024 estará de volta ao Legislativo e dando posse a Goffi na prefeitura de Pinda.

Balança mas não cai

Tia Cleusa

A polêmica sobre a denúncia de abuso econômico praticado pela vereadora Tia Cleusa (MDB) no caso dos ‘docinhos’ que ela estava oferecendo pelos adesivos nos casos, como também a eventual compra de votos com cervejas de Ferri da Rocinha, que virou tema de denúncia no TRE, e expectativas dos quase 2 mil votos da dupla alterarem o quociente eleitoral de Guará.

Disseram que deu dores de barriga nos que entraram na repescagem, principalmente no emedebista Fabrício da Aeronáutica. Até que saia a decisão sobre os casos na Justiça Eleitoral, tem suplente ‘rezando pra tudo que é santo’…

Casca de banana

A iniciativa do vereador Fabricio da Aeronáutica tramitar um projeto que exclui a possibilidade de reeleição para presidência na Câmara de Guará foi visto pelos políticos de ‘primeira linha’ como uma tentativa de barrar o Celão em articular seu quarto mandato consecutivo no comando do Legislativo. Segundo os mais experientes, essa queda de braços pode movimentar o ‘entra e sai’ do gabinete do prefeito Marcus Soliva, que pode atuar como fiel da balança, tendo em vista a harmonia entre os poderes no seu segundo mandato.

‘Corrida maluca’

E por falar em presidência da Câmara em Guará, parece que tem mais candidatos a presidente que vereadores. O Fabrício diz que é, Pedrinho Sannini também; Arilson apresentou seu nome, Marcelo da Santa Casa fez o mesmo. Enquanto isso os nomes de Celão à reeleição ao comando da Casa e de Dani Dias proporcionam uma disputa mais empolgante. Quem arrisca um palpite?

Rádio peão!!!

Corre entre as ‘viúvas’ da Praça Conselheiro de Guará que a ressaca eleitoral daquele vereador, que escorregou nas urnas para o patamar dos 700 votos, vai acabar com o estoque de cachaça do Santa Luiza. Se no exercício dos dois mandatos o homem só ‘andava no querosene’, imaginem agora que não tem nem um grupo pra ‘chamar de seu’ e pedir um socorro, já que foi traíra em muitas ocasiões. Haja cachaça para desabafar…

Não sabem se riem…

…ou se choram!!! Rolou pela Praça São Benedito afora algumas frases célebres do prefeito eleito, Piriquito, em meio suas entrevistas pós vitória: “eu não contratarei pessoas desonestas e nem entrará em meu bolso dinheiro sujo”. Claro que a patuleia não se refere necessariamente a ele, mas segundo a boca pequena, é que em Aparecida 90% dos disponíveis para cargos em comissão ‘tem um pé na justiça’, quer dizer, responde por algum ‘rolo’… Perguntem aos último prefeitos!!!

Inventário geral

Fábio Marcondes

O prefeito Fábio Marcondes promete uma transição bem diferente das convencionais, onde a maioria dos prefeitos que assumem, recebem a administração como um prédio em chamas.

Marcondes ordenou a realização de inventário em todas as secretarias e setores da Prefeitura, para que o eleito Sylvio Ballerini inicie seu mandato com todas as informações necessárias, sabendo das obras – que não são poucas – já licitadas e empenhadas, bem como o fluxo de caixa, frota municipal, reserva financeira e, entre outras, os contratos e serviços celebrados pelo governo municipal em andamento.

De uma coisa todos tem certeza: Ballerini vai assumir uma Prefeitura que nem se compara a que Fábio recebeu em 2013.

Experiência que conta…

Diego Miranda

As movimentações preliminares dos vereadores eleitos no último dia 15 em Cruzeiro já foram suficientes para avaliar que o Executivo vai se deparar com dois ou três grupos para buscar apoio na aprovação dos projetos.

Muitos admitem que um presidente experiente poderá fazer a boa diferença. Talvez seja por isso que nome de Diego Miranda tem ganho destaque para a função, porque além de ter presidido a Casa de Leis no passado, vai conseguir fortalecer a imagem dos legisladores junto à população.

Mensagem cifrada

Se na eleição candidatos absorvem rejeição só de tomar um cafezinho, dependendo de quem, após ser eleito, aí, basta contratar…

Em Alta

Lorena – A medida tomada pelo prefeito de Lorena, Fábio Marcondes, foi digna de espanto, já que o respeito com um sucessor de outro grupo político normalmente significa desprezo pelo bem público nos últimos dias de mandato, como foi feito com o próprio Marcondes, que assumiu em 2013 uma Lorena deteriorada. Mas para contrariar as expectativas e a regra, ele ordenou uma varredura para a entrega de um inventário das secretarias para que Ballerini tenha em mãos uma cidade que todo prefeito sonha em receber.

Em Baixa

Cachoeira Paulista – O prefeito Edson Mota viu Torrada ser derrotado no último domingo, por Antônio Carlos Mineiro e na cidade já se esperava um “pé no freio” nas ações da Prefeitura (se é que podem ser mais lentas…), mas o que foi feito nesta semana foi além do desastre visto nos últimos quatro meses. Em um ataque de “síndrome de Nero”, Mota acabou com atendimento para gestantes, ordenou o retorno de servidores desrespeitando o protocolo contra a Covid. Mas parece que o vírus mais mortal sai no dia 31 de dezembro…

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?