Temendo avanço de pandemia, São Sebastião proíbe banhistas em praias

Cidade tem duas mortes por coronavírus e outras cincos suspeitas; hospedagens e ônibus intermunicipais são suspensos

A praia de Cambury; Prefeitura barra visitas a praias da cidade (Foto: Reprodução PMSS)

Lucas Barbosa
São Sebastião

Após registar duas mortes por Covid-19 (novo coronavírus) e outras cinco suspeitas, a Prefeitura de São Sebastião determinou na última terça-feira a proibição do acesso de moradores e turistas às praias e cachoeiras. Para desestimular ainda mais a entrada de visitantes na cidade litorânea, o Executivo suspendeu também serviços de transporte e hospedagem.

Anunciadas pelo prefeito Felipe Augusto (PSDB), as novas medidas tentam conter o avanço da pandemia no município, que tem dois moradores infectados e outros 21aguardando resultados dos exames do Instituto Adolfo Lutz, referência estadual em análises de doenças infecciosas.

Além do aumento de casos em tratamento, nesta semana cresceu a preocupação das famílias de São Sebastião após a confirmação de que o ex-secretário de Habitação, Roberto Alves dos Santos, que tinha 60 anos, foi a primeira vítima fatal do Covid-19 na cidade. Membro do primeiro escalão da antiga gestão municipal, comanda pelo ex-prefeito Ernane Primazzi (PSC), Alves morreu em decorrência da doença no último dia 23 no Hospital das Clínicas de São Sebastião.

Segundo a Prefeitura, a principal ação do novo pacote de medidas preventivas contra aglomerações é a restrição da entrada de banhistas em praias e cachoeiras da cidade. A determinação será fiscalizada pela Guarda Civil Municipal, que poderá multar os turistas e moradores que descumpram o decreto. A decisão do poder público conta com o apoio da Asss (Associação de Surfe de São Sebastião) que colaborará através de denúncias e ações de conscientização para evitar que surfistas de outras localidades venham à cidade praiana para praticarem o esporte.

Para conter ainda mais o fluxo de entrada de turistas, o decreto de Felipe Augusto ordenou as suspensões dos alvarás das empresas de venda de passagens de ônibus intermunicipais. Na rodoviária, foi proibida também as atuações de taxistas, vans de turismo e comerciantes.

Após reunião e consenso com representantes do ramo hoteleiro, o Executivo proibiu ainda a efetuação de novas reservas de hospedagem em pousadas, hotéis e hostels pela internet, através de sites como o Booking e o Airbnb.

Preocupação – Em boletim divulgado nesta sexta-feira, no site oficial da Prefeitura, a secretaria de Saúde de São Sebastião revelou que investiga se outras cinco mortes, registradas na cidade foram causadas pelo coronavírus.

O primeiro óbito suspeito ocorreu no Hospital das Clínicas de São Sebastião, onde um homem de 52 anos não resistiu a piora em seu quadro de insuficiência respiratória aguda grave, um dos principais sintomas do Covid-19. O Município não revelou se ele era portador de alguma doença crônica.

Já os outros dois casos foram revelados pelo prefeito Felipe Augusto nas redes sociais. Também vítima de insuficiência respiratória aguda grave, os pacientes, que não tiveram suas idades divulgadas, estavam internados no Hospital das Clínicas de São Sebastião.

Amostras de sangue dos moradores foram encaminhadas ao Instituto Adolf Lutz, que deverá revelar os resultados até o início da próxima semana.

 

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?