Cidades do Vale Histórico anunciam volta à fase vermelha do Plano SP

Referências para o tratamento de Covid-19, Santa Casa de Cruzeiro e Hospital Regional de Taubaté estão com os leitos lotados

O hospital de Silveiras, que está entre as unidades com pouca estrutura para atender demanda da Covid-19 (Foto: Arquivo Atos)

Thales Siqueira
RMVale 

As prefeituras de Areias, Bananal, Lavrinhas, Queluz, São José do Barreiro e Silveiras publicaram decretos determinando a retomada da fase vermelha do Plano SP. Os municípios decidiram por regredir à fase mais restritiva do plano de flexibilização devido ao aumento do número de casos positivos de Covid-19 e a redução de vagas de leitos na região. Cruzeiro e São José dos Campos também adotaram a mesma medida.

Na última sexta-feira (15), o Governo de São Paulo determinou o retorno da RMVale (Região Metropolitana do Vale Paraíba e Litoral Norte) para a fase laranja. Porém, o decreto estadual conferiu aos municípios a liberdade de prever medidas eventualmente mais restritivas de acordo com cada avaliação local, e que visem proteger seus cidadãos de maneira mais efetiva. Com o agravamento da pandemia na região do Vale Histórico, e a lotação dos leitos na Santa Casa de Cruzeiro e no Hospital Regional de Taubaté que servem de referência para as cidades, o endurecimento da quarentena foi a medida encontrada pelos prefeitos.

Somente serviços considerados de emergência como farmácias, supermercados, padarias, açougues, pet shops, funerárias, construção civil, floricultura podem funcionar. Bares, restaurantes, lanchonetes passam a operar somente com serviços de delivery. Comércios que não sejam essenciais, academias, salões de beleza e barbearias devem ser fechados. Eventos e atividades culturais estão suspensos.

Os decretos municipais colocam toda a região na fase vermelha até o dia 31 de janeiro, mas a cada sete dias será feita uma análise para revisão de enquadramento de fase, de acordo com os números de cada município.

No decreto, a Prefeitura de Areias determinou que os estabelecimentos que se enquadrem como essenciais não poderão vender bebida alcoólica após as vinte horas. A Vigilância Sanitária com o apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal serão responsáveis por fiscalizar qualquer descumprimento.

Em Bananal, a fase vermelha foi anunciada com ainda mais restrições. Está proibido o consumo de bebidas alcoólicas nas ruas e espaços públicos, além de impedir a permanência de pessoas nas praças da cidade. Quem descumprir poderá ser multado em R$ 1 mil.

Em Lavrinhas e Silveiras, os estabelecimentos religiosos poderão funcionar, desde que não promovam aglomerações (lotação em 40% de sua capacidade total). Está impedida a realização de missas ou cultos nas duas cidades.

Assim como em Queluz, nas demais cidades o uso de máscara permanece como condição essencial para a entrada e permanência em qualquer estabelecimento essencial. O descumprimento da norma acarretará na perda do direito de funcionamento.

Em São José do Barreiro, a decisão foi tomada devido ao aumento de casos de Covid-19 nos últimos dez dias. Fica suspenso o atendimento ambulatorial de especialidades médicas, com exceção do pré-natal e doenças crônicas. Já nas clínicas particulares é recomendado que se faça um controle rigoroso de acesso.

Dados – No boletim epidemiológico divulgado na última segunda-feira (18), Lavrinhas consta com 133 casos confirmados, 21 suspeitos em isolamento social aguardando exame, 10 pacientes confirmados em isolamento e 4 óbitos.

Em São José do Barreiro, ao todo são 157 casos confirmados, 18 suspeitos em isolamento domiciliar, 1 confirmado internado e 3 óbitos.

Queluz apresenta 413 casos confirmados, sendo 47 em tratamento domiciliar, 2 em tratamento hospitalar e 5 mortes.

Silveiras contabiliza 125 casos confirmados, dentre eles 42 em monitoramento, 3 internados em outros municípios, 3 óbitos e 1 óbito suspeito.

Já Bananal é a cidade com mais casos positivos de Covid-19 – 496 ao todo, com 6 internações hospitalares, 186 em tratamento domiciliar, 240 suspeitos em isolamento e 8 óbitos confirmados.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?