Sistema de videomonitoramento ganha reforço em Pinda

Cidade é contemplada com implantação do Detecta; ferramenta identifica criminosos e veículos em situação irregular

Central de videomonitoramento de Pindaa; cidade amplia sistema de fiscalização (Foto: Divulgação)
Central de videomonitoramento de Pindaa; cidade amplia sistema de fiscalização (Foto: Divulgação)

Lucas Barbosa
Pindamonhangaba

Dando continuidade ao projeto de ampliação e otimização do sistema de videomonitoramento de segurança de Pindamonhangaba, a Prefeitura firmou na última semana um termo de cooperação com o Governo do Estado para a implantação do “Sistema Detecta”. A ferramenta reúne o maior banco de dados de informações policiais da América Latina, possibilitando a identificação de criminosos procurados pela Justiça e veículos em situação irregular.

Implantado em 2014 pela gestão do atual governador Geraldo Alckmin (PSDB), o Detecta monitora as imagens de 3.144 câmeras espalhadas por 1.497 pontos de todo o Estado.

Ao captar a placa de automóveis, a ferramenta de inteligência automaticamente consulta um banco de dados, que informa se eles são produtos de roubo ou possuem outro tipo de irregularidade apontada pelo Detran – SP (Departamento Estadual de Trânsito do Estado).

O sistema também tem a capacidade de identificar, através da análise da fisionomia de pedestres, criminosos foragidos da Justiça.

Além do Detran, o Detecta tem acesso ao sistema de bancos de dados das polícias Civil e Militar, RDO (Registro Digital de Ocorrências), Fotocrim (Sistema de Fotos Criminais) e do IIRGD (Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt).

De acordo com o secretário de Proteção e Bem-Estar de Pindamonhangaba, José Sodário, a expectativa é o que sistema, que fiscalizará através das 16 câmeras do COI (Centro de Operações Integradas), seja implantado até o fim do primeiro semestre do ano. “Esta ferramenta será fundamental para qualificarmos ainda mais o nosso sistema de segurança. Ele dará condições para identificarmos com rapidez e eficiência pessoas e veículos que estejam em situação irregular. Inicialmente investiremos apenas R$ 1 mil para a compra do link, e posteriormente teremos um gasto mensal de apenas R$ 600”.

Avanço – No último dia 16, a Prefeitura de Pindamonhangaba revelou que solicitará o apoio de moradores para ampliar seu sistema de videomonitoramento de segurança em 2018. Na ocasião, o Executivo explicou que solicitará que as imagens de câmeras particulares sejam repassadas ao COI para a vigilância de pontos estratégicos da cidade.

Na sequência, a Prefeitura analisará quais vias possuirão o número necessário de câmeras inscritas, capazes de registrarem a movimentação de toda a extensão do local.

A medida é vista como uma alternativa para aumentar a vigilância em trechos que não contam com uma das 16 câmeras monitoradas pelo COI, distribuídas pelo Centro, Araretama e distrito de Moreira César.

Segundo o Município, até o fim do mês será aberto um chamamento público para a inscrição dos proprietários de imóveis que possuem câmeras de segurança instaladas com visão voltada para a rua.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?