Funcionários da Incomisa entram em greve após dois meses de tentativas de negociação

Classe reivindica proposta adequada ao aumento que corresponda à realidade da empresa; Sindicato denuncia excesso de jornada

Assembleia realizada com os funcionários da Incomisa; classe adere greve por campanha salarial (Foto: Divulgação SMP)

Bruna Silva
Pindamonhangaba 

Os funcionários da Incomisa entraram em greve pela campanha salarial, na manhã desta quarta-feira (21), em Pindamonhangaba. De acordo com apontamento feito pelo Sindmetal (Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, Moreira César e Roseira), os trabalhadores esperam uma proposta de aumento que esteja alinhada com a realidade da empresa.

Há cerca de sessenta dias, o sindicato tem viabilizado uma discussão para buscar possíveis saídas junto à Incomisa. Ao menos, duas paralisações aconteceram neste período, após a empresa se recusar a fazer o pagamento da PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

Segundo o presidente da entidade, André Oliveira, a empresa está com a produção em alta. Ele destacou ainda que há trabalhador fazendo excesso de jornada de 12 horas e que no dia anterior ao início da greve, houve acidente com um funcionário, os técnicos de segurança estiveram no local para fazer a tratativa.

A Incomisa é uma empresa do ramo de estrutura metálicas, localizada no bairro Feital, e possui um quadro com cerca de 250 funcionários. A adesão foi total e ainda durante a manhã, os trabalhadores voltaram para suas residências. A expectativa é para uma negociação, ainda nesta quarta-feira (21), para ser colocada em discussão em assembleia, na manhã da próxima quinta-feira (22).

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?