Suspensas, audiências públicas voltam a acontecer em Cruzeiro

Comportamento inadequado leva presidente da Casa suspender trabalhos

Da Redação
Cruzeiro

Tornou-se normal em Cruzeiro a Câmara de Vereadores realizar audiências públicas para debater assuntos de interesse da população. Entretanto, esse serviço teve de ser suspenso temporariamente pelo presidente da Casa, o vereador Diego Miranda (PSDB), tendo em vista o comportamento inadequado de algumas pessoas que se exaltavam para defender sua posição sobre os assuntos.

Um exemplo disso foi a audiência referente à saúde, quando o vereador Antonio Carlos Marciano não teve um comportamento adequado, incitando vários presentes contra o então secretário municipal de Saúde, André Mauro Barbosa. Na oportunidade, os dois (vereador e secretário) quase chegaram a se agredir fisicamente.

De acordo com o presidente da Casa, desde o início do ano já foram realizadas 23 audiências, e até os trabalhos estavam dando certo. “Deu certo até o momento em que tudo andava bem, existindo ordem e segurança de todos os participantes. Mas fomos obrigados a rever a audiência pública devido ao comportamento do vereador Antonio Carlos Marciano, que se excedeu em sua conduta, incitando a população contra o Poder Executivo”, contou.

Segundo Miranda, durante a audiência, a população começou a vaiar e se exaltar. “A Câmara é um ambiente para se discutir e resolver o problema, não é um palanque eleitoral, nem mesmo um ringue, onde um agride o outro. Aqui também não é um local de protesto, as manifestações devem ser feitas nas ruas pela população” afirmou o presidente.

Depois desse encontro, uma nova audiência estava marcada para tratar de outros assuntos, mas não havendo um comportamento adequado, principalmente por parte do vereador Antonio Carlos Marciano, o presidente resolveu suspender os trabalhos, colocando à disposição da Casa outros meios para população reivindicar melhorias na cidade. “Nós deixamos a poeira abaixar e, mesmo a audiência com relação à iluminação pública sendo importante, eu preferi colocar a ouvidoria da Câmara, para que a qualquer problema, a população procure a Casa. Nós encaminharemos ao Executivo através de indicações para que eles resolvam o problema”, relatou.

Apesar da suspensão, nesta última quinta-feira (6), a Câmara de Cruzeiro voltou a receber a população para debater assuntos importantes para o município. Houve uma audiência pública, com o tema ‘Plataforma de Desenvolvimento’.

Empresários de Cruzeiro e região participaram de uma palestra opinando e questionando sobre o assunto.

Assuntos polêmicos, como saúde e iluminação pública, deverão ser pautas de novas audiências. A garantia é do vereador Diego Miranda, que fez questão de ressaltar que a intenção é debater assuntos, mas apresentando soluções, e não transformar a Casa de Leis em um palanque eleitoral ou um ringue de luta, oferecendo risco a integridade física das pessoas que participam no local.

“Eu não quero que a Câmara Municipal apareça nos noticiários dizendo que vereador agrediu secretário, que houve brigas entre a população. Então, eu preciso manter a ordem e o respeito”, finalizou.

O vereador Antonio Carlos Marciano foi procurado, mas a reportagem não conseguiu contato até o fechamento dessa edição.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?