Com 65 vítimas, região tem aumento de assassinatos em 2021

Caraguá e Pinda estão entre as cinco cidades mais violentas; levantamento aponta que casos de roubo também crescem

Ação da Polícia Militar em caso de assassinato em Lorena; região tem aumento no número de vítimas (Foto: Reprodução PM)

Lucas Barbosa
RMVale

Um levantamento divulgado pelo Governo do Estado, na última quinta-feira (25), revelou que a RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) registrou no primeiro bimestre deste ano um aumento de 25% no número de vítimas de assassinato em comparação ao mesmo período de 2020. Além de mortes violentas, os casos de roubo tiveram também um aumento preocupante, atingindo o índice de 37%.

De acordo com os dados da SSP (secretaria de Segurança Pública do Estado) a RMVale contabilizou 65 moradores assassinados entre janeiro e fevereiro, sendo 62 vítimas de homicídio doloso (quando existe a intenção de matar) e outros três de latrocínio (roubo seguido de morte). O montante supera em 13 registros o total de casos da mesma época de 2020, que foi de 52, entre eles 51 homicídios dolosos e apenas um latrocínio.

Com oito assassinatos cada, Jacareí e Taubaté são as cidades com o início de ano mais sangrento da região.

Empatadas na segunda colocação, com seis vítimas fatais, estão: Caraguatatuba, Pindamonhangaba e São José dos Campos.

Um dos casos de Pinda, único latrocínio registrado na cidade, ganhou repercussão nacional no início de janeiro.

O psicólogo, Ricardo Campreghe, que tinha 62 anos, foi morto após reagir a um assalto na porta de sua casa, no bairro Campo Belo, em 2 de janeiro. Segundo a Polícia Civil, o idoso, que estava numa motocicleta, foi surpreendido por três criminosos armados enquanto abria a garagem de sua residência. Após entrar em luta corporal com o trio, o psicólogo foi alvejado com um tiro fatal na cabeça.

Depois de quatro dias de investigação, a Polícia Civil conseguiu identificar e prender os dois adolescentes, de 16 e 17 anos, e o jovem de 25 anos envolvidos no crime.

Fechando o ranking dos dez municípios com mais moradores mortos nos primeiros dois meses de 2021 aparecem: Cruzeiro (5), Caçapava (4), Guaratinguetá (4), São Sebastião (3) e Ubatuba (3).

As demais cidades da RMVale que tiveram vítimas de assassinato foram: Cachoeira Paulista (1), Campos do Jordão (1), Cunha (2), Lorena (1), Natividade da Serra (1), Potim (2), Roseira (1) e Tremembé (2).

Patrimônio – Para a preocupação da população e das autoridades em Segurança Pública da região, o índice de assassinatos não foi o único que cresceu consideravelmente neste início de ano.

De acordo com as estatísticas da SSP, o número de roubos aumentou 37% em comparação ao mesmo período de 2020, saltando de 1.386 para 1.901.

Em contrapartida, os furtos caíram 16%, passando de 4.212 para 3.499.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?