Política a conta-gotas…

Vai que rola!

Miguel Sampaio e Dani Dias

De tanto o pessoal comentar e conjecturar a possibilidade de uma aliança majoritária entre Miguel Sampaio e Dani Dias para a temporada de caça aos votos do ano que vem, o falatório está tirando o sono de alguns concorrentes à Prefeitura de Guará, inclusive os da própria administração. Mesmo faltando (ainda) 129 semanas para as eleições, a dupla tem promessas antecipadas de apoio entre os investidores interessados na continuidade da expansão da cidade, também a simpatia da periferia, da classe industrial, do agronegócio – isso inclui a zona rural.

 


2024 será diferente

Pela nova legislação eleitoral que modificou a estrutura partidária para as próximas eleições municipais, em vez de 150% mais o número de candidatos por partido – de acordo com o número de vereadores da cada cidade, agora serão apenas 100% mais um. Ou seja, deverá diminuir a quantidade de legendas para postulantes às Câmaras e aumentar o cociente eleitoral.


Na pressão

Com a disciplina eleitoral reduzindo o número de legendas para candidato ao Legislativo, regulada pelo número de cadeiras nas Câmaras, em cidades como Pindamonhangaba e Guaratinguetá – que persistem em ter apenas onze vereadores para tentar representar suas populações, o processo de reeleição será ainda mais difícil. Com a palavra, os respectivos presidentes…


Temporada de negócios

Que ninguém se surpreenda se na pressão interna e externa as Casas de Leis aumentem ao teto máximo suas vagas em plenários. Numa conta rápida, Pinda poderá ampliar para 21 vereadores, enquanto Guará a 19. Ah! Quem está aplaudindo essa situação futura são ‘os donos’ de partidos, em especial os pequenos, porque vão sobrar candidatos em quase todos os grupos políticos para negociar legendas…


Cada um que lute

Se aparentemente está difícil para o prefeito Isael Domingues segurar a atenção da população, mesmo com sua administração em alta – segundo pesquisas, cerca de 78% de aprovação – imaginem o sufoco que o novo presidente do Legislativo, Norberto Moraes, vai passar para levantar a estima dos eleitores com relação à Câmara e não sucumbir na próxima eleição com uma ‘sobrecarga nas costas’. Acreditam pelas esquinas de Pinda que Norbertinho já sacou que ter vencido a presidência pode alimentar seu ego com a burguesia, porém, quem elege é a periferia, que está muito distante da Casa do Povo, que de povo só tem o codinome…


Queda de braços

João Gontijo

Com a mudança no cenário federal refletindo nas lideranças de várias cidades, Pinda não foge à regra. O reeleito deputado federal Paulo Teixeira, do PT, promete todo empenho para passar o comando do partido local ao subsecretário municipal de Habitação, João Gontijo, por meio de quem faturou perto de 900 votos no município. Dá para se imaginar como isso vai bagunçar a ‘cozinha’ do Partido dos Trabalhadores do pedaço. Perguntem ao Vela!!!

 

Os meninos de Deus
Circula entre as rodas mais politizadas da Praça de Guará que o prefeito Marcus Soliva tem ‘pisado em ovos’ quando o assunto é candidatura em 2024. Comenta-se que a cada semana surge uma possibilidade. A última seria os ‘meninos de Deus’ – um cruzamento ecumênico entre Regis Yasumura e Márcio Almeida. Anterior a isso, já rolaram rumores de Regis com João Vaz, depois com o antagônico Arilson. Boatos a parte, o plano de fazer uma pesquisa metodológica em março ou abril para definir ‘quem é quem na fila do pão’, é o mais coerente que se ouviu.

 

Prova de fogo, quer dizer…

Neto Bota
Antônio Carlos

…eleitoral – Em Caraguá, o prefeito Aguilar Junior estuda a formação da ‘comissão de frente’ para tentar a sucessão no ano que vem. Alguns nomes são destaques em seu grupo político, entre eles Neto Bota – o mais votado para deputado na cidade – para enfrentar a concorrência que tem nome certo e cep postal, ou seja, Antonio Carlos, que teve seu aquecimento na eleição passada. Quem viver, verá!!!

 

 

40 alqueires em ação
Após idas e vindas às capitais – federal e estadual – o prefeito Antonio Mineiro avançou na repatriação dos cobiçados 40 alqueires de área do INPE – às margens da Dutra. Esta semana foi decisiva, porque Mineiro conseguiu o aval da União e acertou os ponteiros com setor de Patrimônio do Estado. Segundo informações do gabinete, pelo menos três indústrias sinalizaram investimentos em Cachoeira Paulista. A ideia é transformar, a curto prazo, o local num moderno condomínio de empresas produtivas para fomentar a geração de renda e empregos. Em outras palavras, fazer caixa financeiro porque as dívidas são enormes!!!

 

Cadê o dinheiro?
Embora pouco divulgado, mas de conhecimento de alguns, chegou à Câmara mais uma das quatro contas da façanha, quer dizer, da administração Edson Mota, diretamente do Tribunal de Contas do Estado – rejeitada é claro – e tramita pelas comissões do Legislativo de Cachoeira. Embaixo de todo sigilo possível, mas passivo de premiação, ganha um prêmio quem acertar o primeiro voto contrário ao Tribunal, a favor do ex-prefeito: Rodolfo Veterinário, Angela da Proteção ou o excepcional paladino da honestidade, Brejão! Façam suas apostas…

 

Carnaval & gratuidade
O prefeito Sylvio Ballerini quer quebrar o silêncio deixado nas ruas pelas escolas de samba de Lorena, nos dias de Carnaval. Este ano, ele quer ‘botar o bloco na rua’, quer dizer na Praça, a pedido de inúmeros moradores, como foi no passado. Sua equipe de governo está conversando com os carnavalescos sobre a possibilidade deles fazerem o espetáculo esse ano na gratuidade – já que nenhuma escola possui as CND’s necessárias para receberem verbas – e se organizarem para as futuras festas de Momo?

 

Clima de degola
Corre na boca pequena que o estoque de imosec – indicado para disenteria – nas farmácias próximas  à Prefeitura de Lorena, foram a zero essa semana. Parece que os rumores de cortes no primeiro escalão do governo Sylvio Ballerini deu dor de barriga em gregos e troianos. O pessoal da praça aposta em quatro exonerações, enquanto o que se ouve pelos corredores do Paço Municipal é que a cabeça daquele ‘falciê’ já rola até o final de semana.

 

A voz do povo!
E por falar em Carnaval, a prefeita de Canas, Silvana Zanin, está consultando os moradores, através de pesquisa nas redes sociais, para saber se realiza o Carnaval este ano ou economiza os recursos para outros investimentos. Disseram que a oposição está de olho para saber em qual grupo vai desfilar: se a prefeita for contra a festa, eles serão favoráveis. E se ela for a favor, eles serão contrários ao desfile de Momo.

 

De volta ao jogo
O ex-prefeito de Cachoeira Paulista, Fabiano Vieira, desmentiu sua eventual participação num esquema eleitoral com a Motolândia, para fortalecer a retomada do poder em Silveiras. Fabiano esclareceu que não descarta concorrer na próxima eleição em sua cidade, mas que no momento está analisando um convite de filiação no PSD, pelas mão de Gilberto Kassab. Confirmou também a realização de algumas reuniões com um pessoal estreante na política com foco na futura Câmara, que pretende ajudá-lo caso seja candidato a prefeito.

 

Fogo no parquinho
O mercado político ferveu nos últimos dias em Cruzeiro com o fechamento da ESC/Esefic, deixando um rombo de mais de R$ 20 milhões nos cofres da Prefeitura. Até aí, nenhum fato novo, porém, a mudança de discurso de alguns vereadores, que há exato um ano, criticavam a direção da escola, ameaçando pedir sua extinção, foi demais. Perguntem ao Diego Miranda, que teve essa semana até vídeo divulgado nas redes sociais relembrando a controvérsia do passado em relação ao presente…

 

Porta dos fundos
Que o vereador Diego Miranda deverá encarar as urnas de 2024 com foco na Prefeitura, ninguém duvida, mas por qual partido, isso ainda é uma incógnita. Hoje o vereador preside o PSD de Cruzeiro, porém, com a migração do concorrente Kleber Silveira para o mesmo Partido e com ‘as bênçãos’ de Thales Gabriel para sucessão, é possível que um entre pela porta da frente, enquanto o outro vaze pela do fundo.

 

Poleiro de pato é…
…no chão – Parece que o ano começou quente na Câmara de Cruzeiro com a definição de ‘quem é quem’ na lista dos benefícios. Disseram que os vereadores Higmar, Fafá e Diego Miranda – casualmente chegados numa oposição, não ficaram satisfeitos com os primeiros atos do novo presidente Gordo da Vila Batista, no quesito contratação de assessoria.

 

Não convidem para…
…a mesma picanha – Os médicos que atendem na Santa Casa de Cruzeiro e o homem da faculdade!!!

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?