Prefeitura de Lorena prepara estratégia para atrair visitantes ao Parque Ecológico

Município firma parceria com universidades para ações no local; projeto conta com calendário esportivo

O secretário de Meio Ambiente, Wilinilton Portugal, fala a crianças durante visita ao Parque do Taboão (Foto: Divulgação)
O secretário de Meio Ambiente, Wilinilton Portugal, fala a crianças durante visita ao Parque do Taboão (Foto: Divulgação)

Lucas Barbosa
Lorena

Inaugurado há pouco mais de um ano e meio, o Parque Ecológico do Taboão, de Lorena, deve receber novidades em 2018, em trabalho para aumentar o número de frequentadores.

O planejamento, anunciado durante a 2º Conferência de Educação Ambiental, prevê parcerias com universidades e a realização de eventos esportivos.

Na última terça-feira, autoridades municipais, estudantes e membros de instituições públicas e privadas se reuniram no Unisal (Centro Universitário Salesiano de São Paulo) para discutirem projetos sustentáveis para o Parque Ecológico.

Durante a conferência também foram apresentadas propostas de atividades de educação ambiental e pesquisas científicas que possam contribuir no desenvolvimento do parque e na preservação da bacia hidrográfica do Ribeirão Taboão.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Willinilton Portugal, foi firmada uma parceria entre o Município com a Unisal, USP Lorena (Universidade de São Paulo) e Unifatea (Centro Universitário Teresa D’Ávila). As instituições de ensino superior, que já participam de algumas ações no parque, deverão ter uma maior atuação no local a partir de 2018. “Os universitários e pesquisadores poderão, de forma mais abrangente, realizar análises da flora, fauna, solo e água desta área. Estes estudos nos ajudarão a ter novas informações detalhadas sobre o parque, podendo desenvolvermos novas ações sustentáveis e de preservação. Em breve, teremos mais reuniões para acertamos os detalhes”, revelou o secretário de Meio Ambiente, Wilinilton Portugal.

O chefe da pasta explicou ainda que a secretaria de Esporte, Juventude e Lazer está traçando um plano de ações para conseguir fechar um calendário de atividades esportivas para o parque em 2018. “Nos finais de semana, o Taboão recebe cerca de trezentas pessoas. Acreditamos que com esse maior envolvimento de universitários e de esportistas, consigamos um aumento substancial no número de frequentadores no ano que vem. Além de caminhada, temos muitos ciclistas que frequentam o local”.

Histórico – O terreno, que atualmente abriga o Parque Ecológico do Taboão, pertencia aos avós do prefeito, Fabio Marcondes (PSDB). A área acabou desapropriada, por volta de 1960 para a construção da Barragem de Regularização do Ribeirão Taboão. Já em 2014, o terreno foi cedido pelo Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica) à Prefeitura, que em 2016 inaugurou o Parque Ecológico, que conta com uma área de 113 hectares, sendo oitenta destinados aos visitantes e 33 hectares voltados para as APPs (Área de Preservação Permanente).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>