Polícia Militar nomeia primeira mulher para comandar região contra a violência

Tenente coronel Sônia Paula substitui marido na função; 23º BPMI atende 17 cidades da RMVale

Ao lado de Marcondes e Lescura, a tenente coronel Sônia Paula Hamad assumiu o comando do 23º BPMI (Foto: Reprodução PML)
Ao lado de Marcondes e Lescura, a tenente coronel Sônia Paula Hamad assumiu o comando do 23º BPMI (Foto: Reprodução PML)

Da Redação
Lorena

Com a missão de chefiar a Polícia Militar no combate à criminalidade em uma das regiões mais violentas do estado, a tenente coronel Sônia Paula Hamad assumiu o comando do 23º BPMI (Batalhão da Polícia Militar do Interior) na manhã da última quarta-feira, em Lorena. Além de sua cidade sede, o Batalhão é responsável pela segurança de outras 16.

Contando com a presença de policiais militares de alta patente, a cerimônia de troca de comando reuniu diversas autoridades municipais e estaduais na sede do 23º BPMI, no bairro Vila Hepacaré.

Após o hasteamento da bandeira e a entoação do Hino Nacional, Sônia Paula, primeira mulher a ocupar o posto de comandante do Batalhão, foi saudada pelo seu antecessor e marido, tenente coronel Leandro Lessa, transferido para Mogi das Cruzes, onde assumirá o cargo de Chefe do Estado Maior.

Durante entrevista ao Portal R3 de Pindamonhangaba, a tenente coronel revelou seu sentimento de agradecimento por ser escolhida para a função. “É uma grande honra assumir esta grande missão, porque além de ser a primeira mulher no comando do 23º BPMI, também sou natural desta região. Outro fato emocionante foi receber o comando do batalhão das mãos do meu marido, no ano que completamos 25 de união”.

Ao lado do secretário de Segurança, Carlos Lescura, o prefeito de Lorena, Fábio Marcondes (sem partido) revelou sua expectativa para a continuidade da parceria entre o Município e a corporação no combate à violência. “Temos conseguido uma redução considerável nos índices da criminalidade em relação ao mesmo período do ano passado. Além do nosso trabalho conjunto com a PM, essa queda também é resultado dos investimentos municipais no setor da segurança, como a implantação do sistema de videomonitoramento em pontos estratégicos”.

Além de Lorena e Guaratinguetá, a nova comandante do 23º BPMI será responsável pelo policiamento das cidades de Aparecida, Arapeí, Areias, Bananal, Cachoeira Paulista, Canas, Cruzeiro, Cunha, Lavrinhas, Piquete, Potim, Queluz, Roseira, São José do Barreiro e Silveiras.

De acordo com dados da SPP (Secretaria de Segurança Pública do Estado), os três municípios da área de cobertura do 23º BPMI que tiveram mais vítimas de homicídios dolosos (quando existe a intenção de matar) nos primeiros nove meses do ano foram Cruzeiro (19), Guaratinguetá (15) e Lorena (13).

As demais cidades que tiveram moradores assassinados foram Aparecida (4), Cachoeira Paulista (3), Canas (2), Cunha (3), Lavrinhas (1), Piquete (1), Potim (3), Queluz (3) e Roseira (2).

 

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?