Fechamento da Unimed Cruzeiro deixa pacientes sem plano de saúde e oitenta funcionários sem emprego

ANS pega cidade de surpresa; agência nacional projeta transferências de beneficiários para outras prestadoras

A Unimed de Cruzeiro lacrada na última semana; cerca de 12 mil pacientes estão sem convênio (Foto: Colaboração Mix Vale)
A Unimed de Cruzeiro lacrada na última semana; cerca de 12 mil pacientes estão sem convênio (Foto: Colaboração Mix Vale)

Rafael Rodrigues
Cruzeiro

A Unimed de Cruzeiro já dava sinais de que poderia fechar as portas a qualquer momento, mas essa semana foi surpreendida com decreto de liquidação extrajudicial da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) na última segunda-feira, deixando aproximadamente 12 mil beneficiários sem plano de saúde e engrossando a fila de desempregados no município, já que os oitenta funcionários da operadora foram dispensados do trabalho.

A dentista Rafaella Mariano está na lista das pessoas que estão sem assistência médica. Ela teve três graves problemas de saúde nos últimos anos, entre eles um câncer na tireoide, e desde então faz tratamento e a cada três meses precisa fazer exames de acompanhamento. “Eu tenho que fazer exames para acompanhar e saber se tive alguma reincidência. Fiz um recentemente e tinha, e inclusive eu tenho que pegar o resultado hoje (quarta-feira), mas não sei mais o que vou fazer”.

Rafaella ficou surpresa com a situação, já que recentemente alguns funcionários disseram a ela que a situação, mesmo que precária, estaria resolvida ainda essa semana. “Na sexta-feira eu tinha um exame marcado. Iria fazer uma colangioressonância, já autorizada pela empresa, mas chegando pediram para eu voltar outro dia, e agora está tudo fechado”.

Além de Cruzeiro, o laboratório da rede, em Cachoeira Paulista (ligado à agência da cidade vizinha) também foi fechado.

Resposta – Em nota, a ANS esclareceu que tomou a decisão devido ao estado de insolvência da operadora, e em razão da descontinuidade de suas atividades sem a adoção de medidas para a transferência de sua carteira de beneficiários para outra operadora, conforme determina a legislação do setor.

De acordo com a agência, a Unimed Cruzeiro estaria encerrando suas atividades sem dar as devidas garantias de pagamentos de dívidas à rede prestadora de serviço, e que também não estaria oferecendo nenhum tipo de assistência aos beneficiários.

Portabilidade – A ANS explicou que com a portabilidade de carências, os beneficiários da operadora poderão escolher qualquer plano de saúde disponível no mercado para fazer a transferência.

Os beneficiários que tiverem dúvidas sobre a portabilidade ou estiverem enfrentando problemas de atendimento devem registrar reclamação junto à ANS através dos canais de atendimento.
Ainda de acordo com a ANS, “os beneficiários que estiverem com as mensalidades em dia têm direito ao serviço prestado, ou seja, se já houve a realização de um exame, o prestador deve fazer a entrega do resultado ao beneficiário”.

Compartilhar é se importar!

5 comentários em “Fechamento da Unimed Cruzeiro deixa pacientes sem plano de saúde e oitenta funcionários sem emprego

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?