RMVale atinge 219,3 mil casos positivos de Covid-19 e 4.632 mortes

Maio é o mês com maior média de mortes por dia desde o início da pandemia; aumento é de 6,48%

Moradores usando corretamente as máscaras em Guará; maio tem maior média diária de mortes por Covid (Foto: Arquivo Atos)

Thales Siqueira
RMVale 

A RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) atingiu, na última terça-feira (11), 219.390 casos positivos de Covid-19 e 4.632 óbitos em decorrência de complicações causadas pela doença, desde o início da pandemia. O mês de maio acumula um total de 11 mil infectados e 332 falecimentos, uma média de 33 mortes por dia (até agora, a maior média da região).

A crise sanitária da Covid-19 segue batendo recordes negativos em 2021. A região teve um aumento de 6,48% na quantidade de novos casos e 13% no total de novos óbitos por Covid-19, na média móvel de 14 dias.

Nos primeiros quatros meses do ano, a RMVale superou o número de vítimas por Covid-19 registrado em todo o ano de 2020. Desde janeiro, os números vêm sendo superados mês a mês, tornando 2021 o ano mais letal desde o início da pandemia.

Abril já havia ultrapassado o recorde negativo de março e se tornado o mês mais mortal da pandemia no Vale do Paraíba. O mês terminou com recorde de óbitos, com 955 vítimas da Covid-19. Os meses que mais contabilizaram mortes foram março (653), fevereiro (487), janeiro (483) e agosto do ano passado (418). O mês havia registrado também a maior média de mortes por dia na região (32 óbitos), bem superior ao índice de março (21) e de fevereiro (17).

O número de contaminados (219.390) é maior do que a população de 26 das 39 cidades que compõem a RMVale e se aproxima do número de habitantes de Jacareí (235 mil moradores), terceiro maior município do Vale.

A quantidade de mortes (4.632) supera ainda a população das quatro menores cidades da região – São José do Barreiro (4.144 habitantes), Areias (3.896), Redenção da Serra (3.839) e Arapeí (2.460).

Taxa de ocupação – Depois de dois meses, a região registrou uma taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) abaixo de 80%. A última vez que isso aconteceu foi no dia 15 de março.

De acordo com dados da Codivap (Associação de Municípios do Vale do Paraíba), na terça-feira a taxa de ocupação era de 78,3% e na segunda-feira, 82%. Ao total, são 475 pacientes internados e 132 leitos disponíveis.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?