Projeto Conexão Familiar atinge 73,9 mil mensagens entre presidiários e familiares na região

A P2, em Potim, que está entre as penitenciárias incluídas no programa Conexão Familiar (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Da Redação
RMVale 

Com objetivo de suavizar efeitos causados pelo isolamento social entre detentos e seus familiares durante a pandemia do novo coronavírus, o projeto “Conexão Familiar”, do Governo do Estado, está promovendo a troca de mensagens entre 176 unidades prisionais de São Paulo desde o final de junho. Foram 580.142 recebidas e 505.080 enviadas, além de 51.062 visitas virtuais, contabilizando mais de um milhão de mensagens durante quase dois meses.

Na RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte), o projeto abrange 11 penitenciárias. Foram 38.747 mensagens recebidas e 35.238 enviadas, totalizando 73.985 participações, além de 2.831 visitas por vídeo conferência. As mensagens, online, são impressas e as respostas são escritas no verso do impresso, escaneadas e enviadas para o e-mail indicado no formulário.

O “Conexão Familiar” atende apenas pessoas cadastradas no rol de visitas e a comunicação pode ser realizada em dois formatos, por mensagem encaminhada pelo formulário ou videoconferência, denominada “visita virtual”. O formulário está disponível no site da secretaria de Administração Penitenciária, o sap.sp.gov.br, assim como mais informações sobre o processo.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?