Flexibilização de acesso às praias gera polêmica em São Sebastião

Prática esportiva individual é liberada pela Prefeitura; cidade é vice-líder regional em casos de Covid-19

Uma das praias de São Sebastião; cidade liberou acesso para atividades físicas (Foto: Reprodução PMSS)

Lucas Barbosa
São Sebastião 

Apesar de São Sebastião ser a segunda cidade da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) com mais infectados por coronavírus (Covid-19), a Prefeitura liberou na última terça-feira (12) o acesso às praias, em dias específicos, para a prática de esportes individuais. A medida dividiu opiniões na cidade praiana, que é a líder do estado em isolamento social.

Anunciado pelo prefeito, Felipe Augusto (PSDB), durante uma transmissão ao vivo pela rede social Facebook, na noite da última segunda-feira, o decreto de flexibilização do acesso às praias exige que os moradores utilizem máscaras durante as atividades físicas, que só poderão ser praticadas de segunda a quinta-feira. Já nos demais dias, as orlas serão interditadas e fiscalizadas pela Guarda Civil Municipal.

Os espaços públicos estavam proibidos de receberem os moradores desde o último dia 31.

Além de surf, estão liberadas apenas as práticas de outros esportes individuais como: nado, caminhada, caiaque, ciclismo e stand up (remar em cima de uma prancha).

De acordo com o chefe do Executivo, a iniciativa foi adotada já que o município tem se destacado positivamente no índice estadual de isolamento social, atingindo uma média de 63% até a manhã desta quinta-feira (14), maior taxa de São Paulo. A cidade está apenas 7% abaixo do índice apontado como ideal pela OMS (Organização Mundial de Saúde), que é de 70%.

Em nota oficial, o Executivo ressaltou que a medida foi tomada levando-se em conta “todo o planejamento e sucesso obtidos pela Prefeitura diante do enfrentamento contra a pandemia como: funcionamento de duas unidades de saúde voltadas exclusivamente para o tratamento de síndromes respiratórias, dois hospitais de retaguarda, aquisição de equipamentos e insumos de saúde e o maior índice de isolamento social do estado (trecho do documento)”.

A mudança gerou divergências pelas redes sociais e ruas de São Sebastião, que é a vice-líder regional em casos de coronavírus, contabilizando 2 óbitos e outros 252 moradores infectados. A cidade litorânea fica atrás apenas de São José dos Campos, que possuí 408 registros confirmados, sendo 17 mortes.

Enquanto parte dos internautas elogiou a flexibilização, outra demonstrou preocupação diante um possível aumento do contágio da doença no município.

Durante seu anúncio pela internet, Felipe Augusto ressaltou que a liberação poderá ser revogada a qualquer momento, caso a população crie aglomeração nas praias e não respeite as demais regras de segurança.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?