Consórcio de prefeitos para aquisição de vacinas contra a Covid-19 avança na RMVale

Projetos aprovados nas câmaras garantem autorização para compra; objetivo é acelerar o Plano Nacional de Imunização

Idosa sendo vacinada contra a Covid-19, em Pinda; prefeitos se articulam para compra de imunizantes (Foto: Divulgação PMP)

Bruna Silva
Pindamonhangaba 

Para sanar o atraso da entrega de vacinas contra a Covid-19, prefeitos da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) têm se articulado para a aquisição dos imunizantes. Nesta semana, Pindamonhangaba, Guaratinguetá, Cruzeiro, Lorena, Aparecida e Caraguatatuba já estão autorizadas para participação em consórcio nacional para compra, além de ações individuais.

Se encerra nesta sexta-feira (19) o prazo para a participação no consórcio firmado por meio da FNP (Frente Nacional de Prefeitos) para que as cidades possam adquirir mais doses de imunizantes para acelerar o PNI (Plano Nacional de Imunização).

No início desta semana, a Prefeitura de Caraguatatuba destacou que a próxima etapa é aguardar a formação do consórcio nacional para determinar quais laboratórios demonstram interesse em disponibilizar a vacina. Assim, que esta fase for concluída, os municípios poderão elaborar uma estratégia para aquisição.

Na região, as câmaras aprovaram projetos enviados pelas administrações municipais para liberação de compras. Em Lorena, a espera agora é pelo aval jurídico para a definição da participação no convênio. Já em Aparecida, a Prefeitura comemorou a aprovação no Legislativo para a assinatura.

O documento também foi aprovado pela Câmara de Guaratinguetá, mas até o momento a administração ainda não detalhou os próximos passos. Em Pindamonhangaba, a medida foi aprovada por unanimidade pelos 11 parlamentares, “É um momento muito delicado e precisamos nos mobilizar para garantir a proteção contra o vírus e, consequentemente, a saúde da população. Estamos empenhados nessa verdadeira guerra contra Covid-19 e não vamos medir esforços para fazermos o que for preciso para assegurar o direito à vida das pessoas”, comentou o prefeito Isael Domingues (PL).

Domingues tem articulado também com empresários da cidade para expansão da campanha de vacinação. Nesta quarta-feira (17), ele esteve reunido com representantes da Novelis, Gerdau e Tenaris. A discussão foi em torno da possibilidade de as empresas privadas estarem habilitadas para aquisição vacinas para o município. De acordo com informações da Prefeitura, a estratégia é que a secretaria de Saúde elabore um estudo de quantas doses são necessárias para a imunização dos grupos prioritários. Concluída esta fase, haverá a discussão com as empresas acerca da modelagem para aquisição dos imunizantes.

Índice de vacinados – Em todo o estado, o índice de vacinação chegou, até a tarde desta quinta-feira (18) a 4.303.674 aplicações, sendo 3.125.606 de primeira dose e 1.178.068 de segunda.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?