Cidades do Litoral antecipam Estado e avançam à fase laranja

Caraguá, São Sebastião, Ilhabela e Ubatuba ignoram atual determinação e anunciam regras mais brandas para atividades econômicas

Trabalho de conscientização durante a pandemia de Covid-19, em Caraguá; cidade volta à fase laranja (Foto: Reprodução PMC)

Thales Siqueira
Litoral Norte

Os prefeitos de Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela e Ubatuba decidiram ignorar as regras da fase vermelha do Plano São Paulo e anunciaram uma flexibilização mais branda para a reabertura de atividades econômicas como comércios, quiosques e restaurantes. A decisão contraria a determinação do governador João Doria (PSDB) que colocou toda a RMVale (Região Metropolitana do Vale Paraíba e Litoral Norte) na fase mais restritiva em que apenas serviços essenciais podem funcionar. Um novo anúncio deve ser feito pelo Estado nesta sexta-feira (5).

Em anúncio feito pelo governador, na última quarta-feira (3), a capital paulista e mais 11 regiões voltaram à fase laranja nos finais de semana. Já a RMVale deve permanecer na fase vermelha, tanto aos dias úteis quanto nos finais de semana.

Em São Sebastião, salões de beleza e barbearias já haviam sido liberados para funcionar. Com a nova determinação da Prefeitura, o funcionamento de restaurantes, bares, adegas, lojas de conveniência, e o retorno dos ambulantes e das atividades das marinas e garagens náuticas está permitido.

O prefeito Felipe Augusto (PSDB) afirmou que as medidas foram adotadas em razão da melhora nos números da Covid-19 na cidade, que permitiam uma flexibilização (até esta quarta-feira, o município havia atingido 4.603 casos da Covid-19 e 68 mortes). Ele frisou que fechar o comércio não é a solução ideal e que a medida foi tomada em conjunto com os demais prefeitos do Litoral Norte. “Houve um entendimento de nós prefeitos no sentido de realizar a reabertura de bares, restaurantes e permitir que os ambulantes retomem suas atividades”.

Com o apoio da microrregião, o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci (PL), também anunciou, por meio de uma live no Facebook, o avanço para a fase laranja, alegando que já não era mais possível manter o regramento da fase vermelha, já que muitas pessoas estavam perdendo seus empregos e as famílias o seu sustento. “A fase vermelha já ficou para trás, estamos avançando para a fase laranja sobre a nossa responsabilidade de controlar os nossos comércios, que já podem voltar a abrir hoje e seguindo todos os protocolos”, salientou Colucci.

Ilhabela, que segue com a vacinação, também adere a medida (Foto: Divulgação PMI)

O horário escalonado de encerramento das atividades comerciais para evitar aglomerações nos transportes públicos volta a valer. Bares, lanchonetes e quiosques poderão escolher o horário de funcionamento, porém limitado a oito horas de trabalho. Ilhabela é o município do Litoral Norte que apresenta o menor número de óbitos (25). A cidade tem, até esta quarta-feira 4.816 moradores diagnosticados com Covid-19.

Caraguatatuba – A Prefeitura da cidade de maior movimento comercial entre as quatro litorâneas, publicou um novo decreto com adequações de funcionamento para as atividades econômicas. Podem funcionar atividades imobiliárias, concessionárias, escritórios, quiosques, salões de beleza, instituições de ensino, academias, atividades náuticas, atividades culturais, restaurantes e parques de diversão.

As atividades poderão funcionar em um período de oito horas diárias com limite até as 20h. A venda de bebida alcoólica, após esse horário, fica proibida em qualquer estabelecimento comercial. Caraguá é a cidade que mais acumula casos da doença no grupo, com 7.440 infectados e 150 vítimas fatais.

Última a divulgar o abrandamento das restrições, no fim da tarde desta quarta-feira, Ubatuba já havia liberado a abertura de salões de beleza e academias, na última semana. Com 4.150 infectados e 64 óbitos confirmados, a cidade divulgou que as novas normas para a retomada segura das atividades comerciais e prestação de serviços durante a pandemia mantém a situação de emergência, mas altera as regras de funcionamento das atividades econômicas, como 40% da capacidade e respeitando as oito horas diárias, entre as 6h e as 22h.

As medidas atendem atividades como museus, aquário, cinema, shopping, comércio regular e ambulante, restaurantes, lanchonetes, quiosques, sorveterias, concessionárias, escritórios, fábricas e indústrias, lava-rápidos, imobiliárias; locações na faixa de areia das praias, serviços de hospedagem e agências de turismo.

Comércio em geral é liberado com 40% da capacidade, em Ubatuba; funcionamento de até 8 horas diárias (Foto: Rafaela Lourenço)

O serviço de delivery (entrega) e take away (retirada no local) está liberada das 22h às 0h. Já a comercialização de bebidas alcoólicas após as 20h até as 6h segue vedada.

Outros destaques do decreto ubatubense podem ser conferidos na página do combate à Covid-19, no site da Prefeitura, o ubatuba.sp.gov.br/covid-19.

Estado – Apesar dos prefeitos alegarem que a fase vermelha causa impactos negativos em um momento de recuperação devido à alta temporada, a secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional informou que fará notificações sobre o descumprimento ao Plano São Paulo.

No documento que será encaminhado ao Ministério Público é solicitado que todos os prefeitos do Litoral Norte respeitem as determinações estaduais de enfrentamento ao novo coronavírus. Está prevista para esta sexta-feira uma nova apresentação com medidas estaduais referentes ao Plano São Paulo.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?