Bastidores da Política

Casa vazia

Rafael Goffi

O mercado político de Pinda acredita que o prefeiturável Rafael Goffi não contava que a ‘janela eleitoral’ seria rota de fuga para muitos vereadores do PSDB. Jânio Lerário, Toninho da Farmácia e Roderley Miotto limparam a área. Mas nem tudo está perdido, Goffi recebeu apoio em seu palanque eleitoral o contraditório Ronaldo Pipas. Em resumo, a debandada foi maior que as adesões, ou seja, enquanto um entrou – assim mesmo no DEM, três saíram…


Juntos, porém, divididos

Parece que o pré-candidato à Prefeitura, Rafael Goffi, conseguiu terminar os últimos dias aparentemente com três partidos fortes, sobre tudo sem munição necessária – vereadores puxadores de votos – para vencer ‘a ‘guerra’ em 4 de outubro. Além de seu PSDB – praticamente desidratado, Goffi conseguiu chamar para seu palanque DEM – estralado por Ronaldo Pipas e MDB. Disseram que em uma dessas siglas, membros da própria nominata deixaram claro que apoiaram ‘outro nome’.

Sob ‘nova’ direção…
Como previsto no mercado político de Lorena, a janela eleitoral definiu grupos e palanques políticos com ou sem representação no Legislativo:
Sylvio Ballerini – ao que tudo indica é o que deverá concentrar o maior número de candidatos à Câmara em seu palanque, pela quantidade de partidos agregados: PSDB, partido do prefeiturável – onde tem Vandinho e recebeu Careca da Locadora, Pedro da Vila e tem o JC do Supermercado; MDB do vice Maurinho que tentará eleger seu irmão pelo partido,  em seu lugar na Câmara; PSD do Marcelinho Alvarenga que agora conta com Fábio Longuinho, Cleber Maravilha e Samuel da bala; PSB – ainda a confirmar – onde reina Elcio Vieira que vai disputar o pódio com Alfredo Investigador; PRB do Adevaldir que passa a contar com Lucia da Saúde. Considera-se ainda a adesão de outros partidos que não tem representação na Câmara.
Marietta Bartelega – candidata à sucessão de Fábio Marcondes, optou por uma plataforma mais ‘enxuta’ e dentro da transparência eleitoral – já que pretende prestar conta de todos os atos junto à Justiça Eleitoral. Seu partido com representação no Legislativo – o DEM, passa concentrar junto com Beto Pereira, Bruno Camargo, Marquinhos da Colchoaria e Bruninho Ribeiro. Bartelega tem sua constelação de 52 postulantes à Câmara o Cidadania, partido do vice Major Lescura, podendo receber no curso das convenções partidárias outras siglas, como PPS do vereador Washington que recebeu Fábio Matos.
Beto Mucio – e seu grupo montaram o Patriota com chapa completa para o Legislativo e recebeu apoio do PTB (de onde será indicado o vice) do deputado Campos Machado que foi traído na debandada de vereadores pela ‘janela eleitoral’.
Daniel Munduruku – mantendo sua ideologia segue PC do B com a adesão do PT e PSOL e alinham os nomes para fazer representação na futura Câmara, de olho na renovação de 80% dos atuais vereadores.

Bandeira arriada
A especulação política não está conseguindo identificar emoção suficiente em Vito Ardito (PP) para voltar a prefeiturar em Pinda. Segundo a boca pequena, não dá nem pra culpar o isolamento social, porque mesmo antes de agravar a crise do coronavírus, o ex-prefeito seguia de ‘bandeira arriada’, para tristeza do seu fiel ‘escudeiro’ que busca acento na próxima Câmara. Perguntem ao João Carlos Feijão!!!

Com garrafas para trocar
Enquanto Luiz Rosas ‘campeia’ nomes para formar sua comissão de frente, Vito Ardito espera o coronavírus passar para dar as caras na passarela eleitoral, enquanto Torino não sabe ‘se vai pra frente ou pra trás’ nesta temporada de caça aos votos; Já Isael Domingues trabalha sua reeleição com a maior constelação de partidos, somados a 70% dos atuais vereadores e com prognósticos de fazer a maior quantidade de cadeiras na futura Câmara.

Caso de polícia
Quem diria que a pressão para arrastar uma candidato a vereador de um palanque alheio iria acabar em Boletim de Ocorrência na Polícia de Guaratinguetá. Contando o milagre sem falar no ‘santo’, após ceder à pressão para pular de ‘um partido’ para ‘o outro’ no fechamento do prazo de filiações, ‘aquele líder comunitário’ não conseguiu argumentos pra justificar sua suposta traição ao protagonista da sua primeira filiação. Sob alegação de ‘tortura psicológica’, traído e traidor procuraram o delegado de plantão para relatar os fatos…

Ativo e operante

Coronel Salomão

Entre os pré-candidatos que vão enfrentar o prefeito Marcus Soliva na reeleição – Argus Ranieri, Junior Filippo, João Carlos e Cesar da Rural, o Coronel Salomão chamou atenção no último final de semana, de que está firme, ativo e operante na preparação para disputar a Prefeitura de Guará, juntamente com seu grupo de candidatos à Câmara pelo PRTB. De acordo com Salomão, nomes como da advogada Regiane Pereira, do Coronel e médico Pachoal Balthar, Comendador Conrado Brant, Jorge Eliseo, Pr Jorge Elisio e entre outros da conhecida cabeleireira Adriana Santos, estão os possíveis pré-candidatos, de onde também poderá ser indicado o vice.

‘To nem ai…’

Rogério Barbos

Ganhou quem apostou que Dr. Rogério Barbosa (ex-vice prefeito de Chico Hair), não levaria suas juras de aliança com o grupo de Marcus Soliva até o fechamento das filiações.

Desenhado como um dos puxadores de votos em um dos grupos de apoio à reeleição, o médico anoiteceu na última sexta-feira filiado no PL e amanheceu no sábado entre os arrebanhados no PSDB de Marcelo Meirelles – pré-candidato a vice de Argus Ranieri (MDB).


Cara ou coroa?

Tem gente apostando pelas esquinas de Guará quem será o mais votado para Câmara no palanque do MDB entre o postulante Ferri e o vereador Fabrício da Aeronáutica. A quem está ‘jogando na cabeça’ que Ney Carteiro e o homem da Rocinha estarão entre os mais votados. Quem viver, verá…

Pré definição
Comenta-se que os eleitores de Canas vão ter a opção de três candidaturas para decidir o futuro prefeito. Disseram que a sorte está lançada entre Gustavo Lucena (PTB reforçado pelo MDB), Silvana Zanin (PDT) e o indicado de Lucemir do Varal, Riccly Isalino (PSDB). Outros como Ademar Ligabo, Laerte Zanin, João Marton, Gildon Quintas, Valderez de Lucena e até mesmo Ângelo Glaglia, apesar de nomes fortes para o Legislativo, são vistos como eventuais convidados a vice.

Mudança de hábito
Enganou-se quem pensava que a eleição em Aparecida seria na base da ‘água morna’ entre Celso Alves e Jeferccy Chad e quem sabe Dina Moraes à reeleição. As últimas consultas eleitorais mostraram tendências que levou o ‘cacique Zé Louquinho’ a ‘virar seu telescópio’ para o vereador Wadê Pedroso que tem boas expectativas junto aos eleitores. Se não bastasse os nomes citados, a peregrinação do ex-vereador Periquito pela periferia da cidade, se apresentando também como um dos pré-candidatos a prefeito, agitou de vez o mercado pelo sua marca de atendimento as pessoas no quesito saúde. Durmam com este barulho…

De onde não se espera…
…vem – Com o registro de crimes eleitorais cometidos abertamente por prefeituráveis que se preparam para esta temporada, os eleitores de Cachoeira Paulista já tem uma predefinição das prováveis candidaturas: Embora a família Aloísio Vieira ainda busque uma definição em quem vem na comissão de frente, nomes como Elbom Fonte (PROS) antecipou chapa completa, enquanto Fernando Hummel se articula na descrição e faz mistério quanto seu partido; Mineiro da Funerária (MDB) faz as contas e abre propostas para alguns apoiadores e conta com o vereador Thales Satin com seu vice. Dadá Diogo (PODEMOS) recebe apoio de mais um partido completíssimo e Torrada, pode receber pedido de impugnação no registro de sua chapa, deixando seu vice Breno Anaya de ‘calças curtas’. Tio João do Açaí divide espaço no seu grupo com Guilherme e Isak, Já Domingos Geraldo recebeu o PSDB totalmente desidratado e segue em busca de filiados e candidatos para acertar a convenção. Ah! Ninguém descarta a possibilidade de Edson Mota lançar outro candidato para tumultuar o processo eleitoral…

Titanic
Numa rápida leitura das movimentações dos vereadores de Lorena, aproveitando a janela eleitoral, a especulação política observou que a maioria buscou espaço em partidos que os facilitem no crivo das urnas de 4 de outubro, com exceção do ex-presidente da Câmara, o ‘enTão’ do Vaguinho.

‘EnTão’

Disseram que pelo visto, ele, além de não conseguir uma ‘boia de salvação’ nos grupos dos ‘colegas’, ficará com a marca de ter afundado seu partido – o PL nesta legislatura. Para completar a façanha, ‘como fósforo riscado, ainda vai ter de ceder espaço para seu sobrinho tentar a vereança, assim mesmo em outro partido, no PSDB. E olha que ele queria ser o vice…

Em Baixa
Lorena – A ordem de manter o isolamento contra o novo coronavírus parece não ter sido muito bem entendida pelo vereador Elcio Vieira Júnior. Pelo menos o posicionamento dele ao fechar as portas para “companheiros” de plenário em seu “possível novo partido”: o PSB, com direito apenas a vaga para o Alfredo, que pode engolir o “dono da sigla”. E quem pensava que a subserviência nos últimos anos iria garantir uma carona, ficou na calçada.

Em Alta
RMVale – Se Doria e Bolsonaro decidiram abrir a guerra de egos em meio à crise do novo coronavírus, os prefeitos voltaram à realidade política/administrativa do país: a de que os municípios têm as responsabilidades ampliadas à cada crise. Lorena, Guará, Pinda, Aparecida, Litoral Norte… Não faltam exemplos de quem está se movimentando. Se bem que alguns sofrem com resultados de desgoverno, como na terra do Ed Nota…

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?