Com apoio do Estado, famílias do Barretinho ficam mais próximas da regularização fundiária

Realizado por meio do Cidade Legal, processo em Roseira enfrenta indefinição de prazo para trezentas moradias

Fase de levantamento realizada no bairro Barretinho; Cidade Legal contempla mais um núcleo de Roseira (Foto: Reprodução PMR)

Thamiris Silva
Roseira

Com o Programa Cidade Legal do Governo do Estado de São Paulo, Roseira contempla mais um bairro atendido pela regularização fundiária. A ação no núcleo Barretinho, passou pela fase de levantamento na última semana e aguarda a análise do jurídico para futuras intervenções.

O núcleo habitacional não divulgou o prazo para a entrega das escrituras, destinadas aos moradores que aguardam a legalização há trinta anos. Com o intuito de aumentar o desenvolvimento social e econômico do município, o programa pretende atender mais de trezentas famílias roseirenses.
“Eu creio, que isso depende muito da documentação que é apresentada. Tem lugares que é um pouco mais simples. Creio que tenha um andamento um pouco mais fácil, mas infelizmente o dia para a finalização do programa, nós ainda não temos para divulgar”, lamentou o diretor do departamento de Finanças e Administração, Nelson Coelho.

O trabalho realizado no final do mês de julho, com duração até o dia 2 de agosto, contou com informações dos moradores e com o recolhimento de documentos, como o contrato de compra e venda do imovel.
“Caso a pessoa tenha perdido o dia para se inscrever no levantamento, a indicação é que ela procure a Prefeitura o mais rápido possível”, informou Coelho.

Os moradores que tiverem alguma dúvida sobre o programa devem procurar o departamento de Engenharia, pelo telefone (12)3646-9900, no período das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Os interessados também podem receber atendimento no local na praça Sant’Ana, n° 201, no Centro.

Legalização – O governo de Fernando Siqueira (PL) herdou o processo de legalização dos bairros da administração anterior. As moradias no Vila Velha e Pazinho já estão em processo de finalização (registro em cartório), e os núcleos Esperança e Bela Vista em análise na Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo).

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?