Queda de internações de Covid possibilita reabertura de atendimentos no PS Infantil em Pinda

Após rigoroso processo de desinfecção, espaço volta a atender crianças; desde março, cidade registra mais de 17,8 mil casos de coronavírus

Com imunização em andamento hospital de Pinda desativou leitos de Covid-19 (Foto: Bruna Silva)

Bruna Silva
Pindamonhangaba

Com queda nos índices de internações por Covid-19, Pindamonhangaba desativou, nesta semana, a ala de leitos intermediários que foram instalados no espaço do Pronto Socorro Infantil. Na última quinta-feira (23), o espaço voltou a atender as crianças, após uma criteriosa desinfecção.

Ainda no início do ano, com alto nível de internações, a secretaria de Saúde decidiu que tornaria a ala superior, espaço em que funciona o PSI, para o atendimento de pessoas com Covid-19, que precisassem de hospitalização intermediário.
“Estamos monitorando a queda dos números de leitos e felizmente já anunciamos algumas medidas como o retorno do atendimento de urgência na UPA do Araretama e hoje damos mais um passo devolvendo todo o espaço para o atendimento infantil de urgência no nosso PS”, comentou a secretária de Saúde, Ana Cláudia Macedo.

O Município destacou que a desativação é também mais um momento de comemoração entre médicos, enfermeiros e profissionais da saúde, causada pela queda das hospitalizações.

Desde março de 2020, Pinda registrou mais de 17,8 mil casos de coronavírus. Atualmente, os índices de internação operam em cerca de 59% na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da rede pública e 83% na rede privada. Unidas, as enfermarias públicas e privadas atendem com 32% da capacidade.

Ao longo de um ano e meio de pandemia, a cidade contabilizou 398 óbitos em decorrência do vírus. Mais de 1,1 mil pessoas aguardam os resultados dos exames para confirmação da contaminação.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?