Isael inicia processo para tornar Pinda segunda “Cidade Inteligente” do Brasil

Trabalho que busca certificado internacional tem atuação da nova secretaria Municipal de Tecnologia, Inovação e Projetos

Sede da Prefeitura de Pindamonhangaba; cidade busca certificado internacional de cidade inteligente (Foto: Bruna Silva)

Bruna Silva
Pindamonhangaba

Avançando nas ações de interatividade e tecnologia, Pindamonhangaba iniciou, na última semana, o processo se tornar o segundo município brasileiro certificado internacionalmente como Cidade Inteligente. A iniciativa é realizada por meio da recém criada secretaria Municipal de Tecnologia, Inovação e Projetos.

Recentemente, autoridades municipais receberam a equipe do Parque Tecnológico de São José dos Campos e iniciaram o procedimento para que o reconhecimento seja viabilizado. O evento foi marcado pelo encontro entre o secretário municipal de Tecnologia, Danilo Velloso, e o diretor de Desenvolvimento de Negócios do Parque Tecnológico Marcelo Nunes, o coordenador de Novos Negócios Amaury Acatauassú.
“Temos ações em várias secretarias que trazem resultados positivos tanto no aspecto econômico que gera mais investimentos como no aspecto que visa a desburocratização. Nossa visão é obter melhores resultados, comparar Pindamonhangaba com outras cidades exponenciais do mundo. Isso é resultado de uma gestão integrada que busca o uso inteligente dos recursos”, justificou Velloso.

Há cinco anos, Pindamonhangaba passa por um processo de implementação tecnológica. Entre as ações estão: 100% de conectividade da cidade com fibra ótica, lousas digitais, computadores portáteis para professores e alunos, micro-chipagem e sistema de monitoramento de pets. Além da plataforma 1Doc que realiza atividades administrativas e de protocolos que foi essencial durante o período intenso da pandemia, entre março e julho de 2020.

Em todo o planeta, cerca de cem cidades são certificadas. No Brasil, somente São José dos Campos viabilizou o reconhecimento que é registrado numa plataforma por um domínio futuro para homologação da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). De acordo com informações do Parque Tecnológico, diversos municípios têm buscado a certificação que possui mais de duzentos indicadores de qualidade de vida, sustentabilidade, tecnologia e resiliência de governança.
“Desde 2017 estamos focando no avanço tecnológico e neste ano as ações serão aceleradas com a criação de uma secretaria específica para cuidar desta pauta. Vamos auditar nossos avanços para que a evolução da gestão seja contínua. Nenhum gestor futuro vai querer perder essa certificação que será anualmente checada e por isso o projeto veio para ficar e avançar”, enfatizou o prefeito, Isael Domingues (PL).

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?