Em reforma administrativa, Isael Domingues cria duas novas pastas em Pinda

Câmara autoriza ampliação de serviços com as secretarias de Tecnologia, Inovação e Projetos e da Mulher, Família e Direitos Humanos

Sede da Prefeitura de Pinda; prefeito Isael defendeu projeto para ampliação de departamentos, aprovado pela Câmara (Foto: Bruna Silva)

Bruna Silva
Pindamonhangaba

A Câmara de Pindamonhangaba aprovou, na última segunda-feira (27), a nova estrutura organizacional da Prefeitura. A intenção é que a Administração consiga recursos com maior eficácia com as novas pastas.

A proposta passou por oito votos favoráveis e um contrário, do vereador Herivelto Vela (PT). Não votaram o presidente da Câmara, José Carlos Gomes – Cal (PRB) e Norbertinho (PP), que não participou da sessão devido à um problema de saúde.

Com a nova reforma administrativa, seis repartições foram criadas nas novas pastas. Passam a integrar a secretaria de Tecnologia, Informação e Projeto, os departamentos de Sistemas de Informação, Infraestrutura e Telecomunicações e Administrativo e Financeiro. Já na secretaria da Mulher, Família e Direitos Humanos foram criados as subdivisões de Pessoa com Deficiência, Direitos Humanos, Mulher e Família.

Logo após o projeto ter sido aprovado, a oposição criticou a medida, destacando a possibilidade de aumento dos gastos anuais do Município em até R$ 7 milhões.

Segundo o prefeito Isael Domingues (PL), a criação da pasta de Mulher, Família e Direitos Humanos busca proteger os mais vulneráveis. “Na Prefeitura, a gente não pode acumular riqueza, a gente tem que pensar em benefícios para a sociedade. As pessoas têm que ganhar e nós temos que fazer isso com prazer e felicidade. (…) Política pública se faz com representatividade no Poder Executivo”, comentou.

Isael afirmou ainda que os investimentos são necessários para a proteção da vida, especialmente das mulheres da cidade, como no caso da jovem Juliana Fernandes, lembrado pelo chefe do Executivo, que foi assassinada a tiros pelo ex-namorado, quando saia do colégio, em maio deste ano.

Apesar da criação das novas pastas, os nomes dos secretários responsáveis ainda não foram divulgados.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?