Desaparecimento de caminhoneiro intriga família em Pinda

Caso é apurado pela Polícia Civil; Rapaz “some” ao ir receber pagamento por venda de carro e família desconfia de versão dada pelo comprador

Edson Emanuel Caetano, desaparecido em Pinda (Foto: Arquivo pessoal)

Da Redação
Pindamonhangaba 

A Polícia Civil de Pindamonhangaba iniciou uma investigação na última segunda-feira (3) para tentar localizar um caminhoneiro de 29 anos, que desapareceu no último final de semana após sair de casa para receber o dinheiro da venda de um carro. Preocupados, familiares lançaram uma campanha nas redes sociais em busca de informações sobre o paradeiro do trabalhador. 

De acordo com a Polícia Civil, parentes de Edson Emanuel Caetano, relataram que ele deixou sua casa, no bairro Vila Rica, na manhã da última sexta-feira (31), usando o carro da esposa com destino ao bairro Beta, onde se encontraria com o comprador de um outro veículo do casal. Mas no fim da tarde, o homem foi até a residência do caminhoneiro entregar a chave do automóvel usado por ele para ir receber o dinheiro da venda do outro carro.

Questionado pela esposa de Caetano sobre a demora em seu retorno, o suposto comprador explicou que logo após  receber o montante, ele deixou aos seus cuidados a chave do veículo da mulher e saiu com um outro homem, que estava numa motocicleta, afirmando que retornaria na sequência, o que não ocorreu.

Desconfiada da versão apresentada pelo morador do bairro Beta, a família tentou entrar em contato com Caetano, mas seu aparelho celular estava fora de área. Já no fim da manhã do último sábado (1), a esposa do caminhoneiro registrou um boletim de ocorrência por desaparecimento, na Delegacia de Pinda.

Ainda sem notícia sobre Caetano, os parentes postaram na internet fotos do caminhoneiro e pedidos de ajuda para tentarem descobrir o que ocorreu. O desaparecimento do caminhoneiro causou comoção nas redes sociais, levando mais de quatrocentos internautas a compartilharem a foto de Caetano.

Os familiares pedem que caso algum morador de Pinda tenha informações sobre o caso, entrem em contato pelo do telefone (12) 981036006.

Até o fim da tarde desta terça-feira (4), os parentes não haviam recebido nenhuma informação sobre o paradeiro do trabalhador e do carro utilizado por ele para se dirigir até o bairro Beta.

Além de analisar imagens de câmeras de videomonitoramento da região onde teria ocorrido a transação financeira, a Polícia Civil de Pinda durante a semana deverá intimar diversas testemunhas a deporem sobre o caso.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?