Após acidente que matou adolescente, Pinda implanta faixa elevada na avenida Nossa Senhora do Bom Sucesso

Acidente gravíssimo na última semana tirou a vida da jovem Kamilly Teodoro e levou a protestos na cidade; via deve receber ainda radar de fiscalização

Avenida Nossa Senhora do Bom Sucesso, que teve reforço na segurança após acidente fatal; medida busca redução de velocidade (Foto: Bruna Silva)

Bruna Silva
Pindamonhangaba 

Após o acidente fatal que vitimou a adolescente Kamilly Teodoro, de 17 anos, no último domingo (27), a Prefeitura de Pindamonhangaba implantou faixa elevada na avenida Nossa Senhora do Bom Sucesso. A medida visa garantir mais segurança para os moradores.

O acidente ocorreu durante a noite do último domingo, quando a jovem tentava atravessar a via e foi atropelada por um carro em alta velocidade. De acordo com a polícia, ela foi arremessada para cerca de vinte metros do local do acidente. Devido à gravidade das lesões, ela não resistiu e faleceu ainda no local. O motorista de 26 anos, responsável pelo episódio fatal segue preso.

Com foco em trazer mais segurança aos moradores, a Prefeitura instalou, ainda nesta semana, uma faixa elevada próximo ao local do acidente. A implementação garante maior visibilidade durante a travessia de pedestres e ciclistas.

Ainda no início de março, a Prefeitura havia anunciado a medidas de modernização da fiscalização eletrônica no trânsito. Até então, Pinda era o único, entre os maiores municípios da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) que não possuía radar de controle de velocidade.

Conforme os responsáveis, a proposta é de reduzir o número de acidentes de trânsito, preservar vidas e reduzir o impacto nos serviços de saúde, que têm seus leitos e profissionais ocupados no atendimento de acidentados e politraumatizados. “Com essa nova fiscalização que estamos colocando em prática, pretendemos reduzir até 70% o número de mortes no trânsito da cidade. São José, Taubaté, Jacareí e outras cidades maiores têm a fiscalização por radar eletrônico e somente Pinda não possui”, contou o secretário de Segurança Pública, Fabrício Pereira. “Colocamos câmeras de monitoramento, tentamos a conscientização com redutores educativos, implantamos redutores físicos de velocidade, porém, alguns locais continuam com índices críticos e por isso estamos partindo para esse novo momento”, garantiu.

 

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?