Prefeitura de Lorena seleciona oito entidades assistenciais para receber repasses em 2018

Número de instituições deve subir até o fim do ano; investimento pode chegar a R$ 3 milhões

Jovem recebe atendimento de funcionária da Apae de Lorena; associação é uma das entidades que serão atendidas por repasses em 2018 (Foto: Rafaela Lourenço)
Jovem recebe atendimento de funcionária da Apae de Lorena; associação é uma das entidades que serão atendidas por repasses em 2018 (Foto: Rafaela Lourenço)

Lucas Barbosa
Lorena

Após a realização de um processo de chamamento público, a Prefeitura de Lorena definiu, na última semana, oito entidades assistenciais que receberão repasses municipais em 2018. O Município, que ainda selecionará mais propostas, destinará quase R$3 milhões para as instituições.

Atendendo as mudanças impostas por uma lei federal que reordena as parcerias entre o poder público e a sociedade civil, Lorena lançou no fim do primeiro semestre um edital de chamamento público que descrevia as áreas sociais em que o Município necessitavam dos serviços oferecidos pelas entidades. Na sequência, coube às instituições apresentarem propostas referentes ao valor do repasse desejado e um plano de trabalho.

Posteriormente, uma comissão avaliadora formada por membros do Executivo deu notas e selecionou as entidades. “Tivemos o prazer de conceder notas altíssimas para diversas entidades que demonstraram ter totais condições de atender nossas demandas. Com a implementação desta lei federal as coisas mudaram, já que agora não são mais as instituições que vem pedir nos solicitar recurso, mas sim o poder público que as procura”, explicou a secretária de Assistência Social, Zeila Pozzatti.

Na categoria de “serviços de convivência e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários para crianças e adolescentes”, as instituições escolhidas e os repasses anuais determinados foram: Obra Social Domingos Sávio (R$ 52.8 mil), Instituição Dialogare (R$157.5 mil), Serviço de Obras Sociais (R$ 63,4 mil), Liceu Coração de Jesus (R$315 mil) e Associação Promocional do Bairro da Cruz (R$ 52.8 mil).

Para o atendimento de “serviços de convivência e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários para idosos” foram selecionadas: Associação Aldeias de Vida (R$ 78 mil) e Serviços de Obras Sociais (R$78 mil).

Já a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), enquadrada na categoria “serviço não tipificado de atendimento integral a pessoas com deficiência intelectual e múltiplas”, receberá R$ 343 mil anualmente. A entidade também receberá mais R$ 65 mil para atender autistas e pessoas com deficiência intelectual e múltiplas com mais de trinta anos.

Para os serviços de “proteção social à adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa de liberdade assistida” foi contratada a Serviço de Obras Sociais, por um valor de R$ 139 mil.

O Centro Social ABDPar receberá R$ 168 mil para atender moradores  em situação de rua.

Mais repasses – De acordo com a secretaria de Assistência Social, um novo edital será lançando na próxima segunda-feira para a seleção de novas propostas. Em relação ao repasse total para as instituições filantrópicas, o Município investirá R$ 2,8 milhões.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?