Lorena lança edital para convocação da Frente de Trabalho

Programa de auxílio a desempregados conta com investimento municipal de R$ 1,4 milhão; inscrições se encerram no próximo dia 25

Servidor trabalha em obra de Lorena; cidade anuncia edital para convocação da Frente de Trabalho (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Lorena

A Prefeitura de Lorena divulgou no início da tarde desta terça-feira (15) o edital do programa municipal Frente de Trabalho, que oferecerá um auxílio financeiro para duzentos moradores desempregados. Em contrapartida, os selecionados reforçarão as equipes municipais de limpeza e de conservação de espaços públicos.

Anunciado em 4 de fevereiro, o programa teve seus critérios de participação revelados pelo Município nesta terça-feira. Além de morar em Lorena há pelo menos dois anos e estar desempregado há mais de seis meses, o edital estabelece que os concorrentes devem atender os seguintes requisitos: ser alfabetizado; ter no mínimo 18 anos; não ser beneficiário do seguro-desemprego da Previdência Social; não ter sido demitido ou exonerado do serviço público; não ser aposentado; estar escrito no CadÚnico (Cadastro Único) do Governo Federal; ser o arrimo (principal provedor financeiro) da família.

Além dos cursos de cidadania e de capacitação ocupacional, os selecionados pela secretaria de Assistência Social terão direito a um auxílio mensal de R$ 500 e uma cesta básica, no valor de R$ 100, por um ano. Por outro lado, os beneficiados terão que atuar em serviços de conservação e de limpeza de prédios públicos e ruas da cidade. Segundo o edital, a carga de trabalho é de vinte horas semanais.

Os interessados em participar da Frente de Trabalho devem se inscrever até o próximo dia 25 no CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade), que fica na rua Comendador Custódio Vieira, nº 487, no Centro. O aparelho público funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

No ato da inscrição, os candidatos precisam apresentar os seguintes documentos: comprovante de escolaridade, carteira de trabalho, comprovante de residência, NIS (Número de Identificação Social) e duas declarações que constam em anexo no edital, disponível no site oficial da Prefeitura, o lorena.sp.gov.br.

O secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Cláudio Luiz de Freitas, apontou os principais benefícios do programa. “A Prefeitura investirá R$ 1,4 milhão nesta importante ação que contribuirá com duzentos moradores que, infelizmente, estão desempregados. Além de auxiliar financeiramente esse grupo e garantir um importante reforço na limpeza e conservação de espaços públicos, o programa ajudará a economia da cidade, pois os selecionados terão recursos para consumir no comércio no local”.
O chefe da pasta revelou ainda que a expectativa é que a lista com os nomes dos escolhidos seja divulgada até o fim deste mês.

O processo de seleção dos candidatos levará em conta os seguintes quesitos: menor renda per capta (por membro da família), maior tempo de desemprego e idade mais avançada.

Estado – Buscando proporcionar renda e qualificação profissional para mulheres e homens desempregados, o Governo do Estado contemplou dezenas de cidades paulistas com o programa Bolsa Trabalho no início deste ano. Priorizando o público feminino, a iniciativa oferece cursos de capacitação profissional e um pagamento mensal de R$ 540 para que os contemplados atuem em órgãos públicos por cinco meses, exercendo atividades como limpeza e pintura. O grupo desempenha a função, por quatro horas diárias, de segunda a sexta-feira.

Em Lorena, o programa estadual atende oitenta moradores, que foram escolhidos no último dia 4.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?