Lorena amplia quarentena e adia retomada das aulas para 2021

Flexibilização atende novos serviços mediante protocolos sanitários; medida entra em vigor nesta segunda-feira

Sala de aula com a presença dos alunos é definida para 2021 em Lorena; cidade amplia flexibilização (Foto: Reprodução)

Da Redação
Lorena

A Prefeitura de Lorena publicou um novo decreto, nesta sexta-feira, que além de estender a quarentena de prevenção à Covid-19, ampliou a flexibilização de atividades não essenciais. O documento define ainda a suspensão das aulas presenciais até o fim deste ano. Guaratinguetá, Aparecida e Pindamonhangaba estão entre as cidades que devem retomar as aulas apenas em 2021.

A retomada das aulas presenciais no município, uma das definições mais aguardadas por pais e responsáveis foi publicada pela Prefeitura na noite da última sexta-feira (2). Apesar de não anunciar o resultado da consulta pública realizada nas redes sociais, no início de setembro, o decreto especifica que o regime de ensino remoto, à distância, permanecerá até o dia 31 de dezembro. “As atividades escolares não presenciais, de gestão escolar e da rede municipal de ensino e de outras atividades docentes, assim como o cumprimento dos calendários escolares e a aplicação dos conteúdos programáticos não serão prejudicados (trecho da nota)”.

Já a Prefeitura de Pinda, que realizou duas consultas públicas, divulgou que ouviu 1.101 funcionários da Educação e 9.798 pais e responsáveis, sendo 94,27% e 89% contrários à retomada presencial neste ano, respectivamente. No Litoral Norte, Caraguatatuba e São Sebastião também retomarão as aulas em 2021.

Para a rede privada, o retorno ficará sujeito ao cumprimento das restrições de capacidade e horário previstas para o setor “serviços” e mediante apresentação de um protocolo sanitários junto à secretaria de Saúde. O funcionamento da educação não-regulada ficará sujeito ao deferimento da solicitação.

De acordo com as determinações do Governo João Doria (PSDB), as aulas na rede estadual estarão liberadas para retornarem na próxima quarta-feira (7), presencialmente, com especificações como a capacidade de 35% das salas de aula.

Com a prorrogação da quarentena para o dia 18 de outubro, Lorena ampliou a flexibilização para o setor alimentício. Praças de alimentação do Shopping Center, galerias e salas de cinema estarão liberadas para funcionamento seguindo os horários pré-estabelecidos em decretos anteriores. As salas de cinema devem atender requisitos como a ocupação máxima de 40%, controle de acesso e hora marcada e assentos marcados com o distanciamento de no mínimo 1,5 m. A mesma distância para as filas em bilheterias.

Para o funcionamento do cinema, o Executivo destacou ainda a necessidade da “… adoção de protocolos geral e setorial específicos, definidos no Plano SP e a apresentação de Protocolo Sanitário do estabelecimento à secretaria Municipal de Saúde, sendo que o funcionamento ficará sujeito ao deferimento da solicitação…”.

Áreas como parques infantis do shopping, também deverão apresentar um protocolo sanitário na Saúde e cumprir as restrições de capacidade e horário previstas para o setor de “cultura, lazer e entretenimento”.

Em meio ao período eleitoral, a 43 dias das eleições, o decreto autoriza manifestações nas vias e logradouros públicos. Todas as medidas entrarão em vigor a partir da próxima segunda-feira (5).

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?