Guarda Civil Municipal volta a trabalhar armada em Lorena

Agentes, que passaram por curso da adequação em São José, estão liberados pela Polícia Federal

Guarda Municipal durante treinamento de curso em São José; GCM de Lorena volta a trabalhar armada (Foto: Arquivo Atos)

Andréa Moroni
Lorena

A GCM (Guarda Civil Municipal) de Lorena voltou a trabalhar armada. O secretário de Segurança, Alfredo Pereira, comemorou a liberação por parte da Polícia Federal, no último dia 4, para que os agentes possam contar com o porte de arma em apoio às polícias Militar e Civis.

Segundo Pereira, há alguns meses, quando a GCM completou cinco anos, o porte de arma dos agentes venceu. “Iniciamos todo o processo de regularização, que não foi nada rápido. Nós tivemos que fazer todo o processo exigido pela Polícia Federal, como testes psicológicos, aulas teóricas e práticas”.

A secretaria de Segurança de Lorena solicitou à PF em março a renovação do porte de armas dos GCM´s, que atuam na cidade desde 2017, procedimento necessário a cada cinco anos.

O Município foi surpreendido no fim de abril ao ser informado que teria que providenciar a participação de seus agentes em um novo modelo de treinamento de uso de armas de fogo. A exigência, que atinge todos os cursos de formação de GCM´s do país, atende a uma portaria publicada pela PF em 14 de abril, que estabelece mudanças no currículo da disciplina de armamento e tiro.

Considerada pelo Consems (Conselho Nacional de Secretários e Gestores Municipais de Segurança) como uma alternativa para reduzir os custos e acelerar o processo de liberação do porte de armas aos servidores municipais, a resolução federal extinguiu a exigência de treinamentos com armas automáticas, como metralhadoras e carabinas, para as GCM ́s das cidades que não possuem esse tipo de armamento. Outra mudança foi a diminuição do número de disparos que devem ser efetuados pelos agentes ao longo do curso. A prática de disparos com revólver também teve sua carga reduzida, caindo de 320 para 120.

Já com a conclusão do curso e o atendimento às novas normas, o secretário explicou que o período de curso foi bastante desgastante para os agentes. “Além das aulas, que aconteciam em São José dos Campos e Taubaté, os agentes também tinham que manter o trabalho na cidade. Inclusive, no período da Festa da Padroeira, tivemos que interromper o curso por causa do trabalho de segurança no evento”.

Com a liberação da Polícia Federal, os agentes da Guarda podem portar armas calibre 38 e semiautomáticas.  “São 18 GCM’s que vão portar agora revólveres 38. Temos previsão para o no ano que vem adquirir pistolas semiautomáticas”.

A Guarda Civil Municipal trabalha na proteção do patrimônio público e ajuda a Polícia Militar no trabalho preventivo. A próxima renovação de porte de arma para a GCM de Lorena será em dez anos.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?