Programa Frente de Trabalho inicia atividades com 130 participantes em Lorena

Selecionados vão trabalhar vinte horas semanais em três secretarias da Prefeitura; ação auxilia famílias em alto risco social

Evento que celebra mais uma etapa do programa Frente de Trabalho em Lorena; nesta fase 130 pessoas foram contempladas (Foto: Reprodução)

Andréa Moroni
Lorena

A Prefeitura de Lorena promoveu na quarta-feira (21), na quadra do CSU (Centro Social Urbano), o anúncio de mais uma etapa do programa Frente de Trabalho. Serão beneficiadas 130 pessoas selecionadas pela secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social.

O evento contou com a presença do prefeito Sylvio Ballerini (PSDB), do vice Humberto Ballerini (PSDB) e do secretário Claudio Luiz de Freitas, da pasta de Desenvolvimento e Assistência Social. Os contratados já iniciaram os trabalhos nas secretarias de Serviços Municipais, Trânsito e Esportes.

Segundo Freitas, a Frente de Trabalho ficará sob responsabilidade da secretaria de Desenvolvimento Social e atenderá os beneficiários que atuarão na melhor conservação dos espaços públicos. “O objetivo desse programa é auxiliar na manutenção e conservação dos prédios públicos. Essas 130 pessoas vão trabalhar vinte horas semanais, por um período de um ano, prorrogáveis por mais um ano. Eles também terão que passar por cursos de qualificação”.

Cada funcionário receberá uma bolsa de R$ 500, mais R$ 100 referente à cesta básica. “Esse programa é gerido inteiramente pela Prefeitura de Lorena e a nossa intenção é prorrogá-lo por mais um ano”, explicou Cláudio Freitas.

O dinheiro vai chegar em boa hora para Devid Wilians dos Santos, de 30 anos. Morador do bairro Industrial, ele está desempregado há oito meses. “O dinheiro é muito bem-vindo. Eu tenho uma filha para criar e está muito difícil conseguir emprego”.

A manicure Cleonice Lopes Ferreira, de 44 anos, moradora do Jardim Novo Horizonte, disse que o programa vai ser um complemento na sua renda mensal. “São vinte horas semanais, então dá para eu continuar atendendo as minhas clientes”.

A diarista Andreza de Lima, 31 anos, moradora do bairro da Olaria, também está animada para iniciar o trabalho. “Estou desempregada e o dinheiro desse programa vai ajudar a manter a minha casa. É uma boa iniciativa da Prefeitura”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?