Estado anuncia reforma da Delegacia e Cadeia de Lorena

Investimento ultrapassa R$ 3 milhões; unidades de Cachoeira e Roseira devem também ser contempladas em 2021

O 1º Distrito Policial, no bairro Vila Geny, que passará por reforma anunciada pelo governo do Estado (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Lorena

Atendendo um antigo pedido da Polícia Civil, o Governo do Estado confirmou na última quinta-feira (13) que reformará o prédio que abriga a Delegacia e a Cadeia Pública de Lorena. A corporação aguarda também o início das obras de recuperação das delegacias de Roseira e Cachoeira Paulista.

Em nota oficial, a secretaria estadual de Segurança Pública informou que o projeto de reforma do 1º DP (Distrito Policial), que fica no bairro Vila Geny, já foi aprovado pela equipe técnica de engenharia do Estado e autorizado pela DGP (Delegacia Geral de Polícia). A expectativa da pasta é que o processo licitatório para a contratação da empresa que será responsável pela obra seja concluído até o fim de junho. A previsão é que os reparos sejam finalizados num prazo de dez meses.

Durante entrevista ao Jornal Atos, o delegado da Seccional de Guaratinguetá, Márcio Ramalho, responsável pelo comando da Polícia Civil em oito cidades da região, informou que o investimento estadual que será aplicado na reforma é de cerca de R$ 3,2 milhões. “A obra consistirá principalmente em melhorias nas partes elétrica e hidráulica do prédio. Essa reforma é uma antiga necessidade, já que o imóvel não se encontra em condições adequadas para o trabalho dos policiais. É importante destacar que já solicitei à Prefeitura a disponibilização, temporária, de algum imóvel, que possa abrigar nossa equipe e trabalhos enquanto ocorra a reforma”.

Além de comentar as futuras recuperações das delegacias de Roseira e Cachoeira, o delegado apresentou panorama da situação das unidades da região. “Ainda não temos muitos detalhes sobre prazos, porém a reforma das delegacias de Roseira é orçada em cerca de R$ 160 mil e a de Cachoeira deverá ter um investimento um pouco superior. Estas duas e a de Lorena são as que necessitam mais urgentemente de melhorias em comparação às demais da nossa região, como Guará e Piquete”.

Em nota oficial, a Prefeitura de Lorena informou na tarde desta sexta-feira (14) que iniciou um estudo para selecionar o imóvel público que será cedido para a atuação da Polícia Civil durante a reforma do 1ºDP. O prefeito, Sylvio Ballerini (PSDB), e o secretário de Segurança, Alfredo Pereira, participaram de uma reunião com Ramalho sobre o tema na última quarta-feira (12) no Paço Municipal.

Cadeia – Além da delegacia, o investimento estadual recuperará também a estrutura da Cadeia Pública de Lorena, que segundo Ramalho até a última quinta-feira mantinha apenas três presos, que aguardavam transferência.

Em dezembro de 2019, o Atos publicou uma matéria sobre o pedido do Ministério Público para a interdição da unidade devido a deterioração do prédio, evidenciada por falhas na rede de esgoto e infiltrações e rachaduras nas paredes.

Na ocasião, uma comitiva formada por representantes da Prefeitura, Polícia Civil e Promotoria de Justiça se reuniram com autoridades estaduais em São Paulo para cobrar a reforma do prédio do 1° DP, temendo o fechamento da cadeia.

Apesar do pedido do MP, a interdição da cadeia foi negada pela Justiça na época.

 

 

 

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?