Com novo contrato, Prefeitura retoma distribuição de fraldas geriátricas em Lorena

Moradores questionam suspensão do serviço e falta de informações; Prefeitura promete melhor comunicação e qualidade do produto

Pacote de fralda comprado pela família de um dos beneficiários do programa municipal; serviço retomado (Foto: Rafaela Lourenço)

Rafaela Lourenço
Lorena

Após meses de suspensão, a Prefeitura de Lorena retomou a distribuição gratuita de fraldas geriátricas neste mês. O serviço conjunto entre as secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social e da Saúde beneficia famílias de baixa renda. Mensalmente são incluídos novos assistidos.

Moradores da cidade se queixaram pela paralisação do atendimento e pela falta de informações sobre o serviço, retomado na última semana. De acordo com o secretário de Saúde, Adailton José Pinto, os produtos que estavam sendo entregues não eram de boa qualidade e um novo processo licitatório foi realizado. Com uma nova empresa, o serviço foi normalizado com as distribuições mensais.

Uma moradora do bairro Cecap, que preferiu não se identificar, contou que tem a guarda de um sobrinho de 27 anos, que precisa de cuidados especiais. Para a família, a última entrega havia sido feita em julho e desde então precisaram arcar com os custos fixos. “O pacote de fralda na farmácia a gente paga R$ 60, R$ 62 e esse pacote que a Prefeitura vem cedendo ajuda bastante. Nuca aconteceu de ficar esse tempo todo faltando. E eles pegam os telefones da gente, mas ninguém retorna com uma data certa, com satisfação”, frisou a responsável que teve o benefício retomado na última semana.

Adailton negou a paralisação em julho, mas não precisou uma data de suspensão. Quanto ao atendimento, o secretário destacou que as secretarias precisam e buscam uma melhor comunicação para atender a população.

Todo o processo de triagem é realizado pela Sads. Os atendentes passam por uma avaliação socioeconômica que entre os requisitos está a renda per capta de meio salário mínimo vigente. Segundo o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Claudio Freitas, é enviado mensalmente uma lista para a Saúde, pasta responsável pela compra e distribuição das fraldas.

Os interessados em solicitar o serviço devem ir até a Sads com documentos originais e cópias de todos os moradores da residência, como RG, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda e uma solicitação prescrita por um médico do SUS (Sistema Único de Saúde) que comprove a necessidade do uso contínuo do material.

Quanto às informações para a população, Freitas reforçou que o Executivo está trabalhando para qualificar o serviço e explicou que algumas demandas são diretamente com a Saúde. “Por exemplo, não tenho acesso ao estoque de fraldas da Saúde para saber: ‘olha daqui um mês vai faltar’. Isso a gente ainda não tem, mas a gente está tentando fazer esse estreitamento de comunicação entre as secretarias para que, a partir daí a gente consiga melhorar a comunicação com o usuário”.

Para ter acesso a mais informações sobre o serviço, os interessados devem entrar em contato com a Assistência Social pelos telefones (12) 3153-2400 ou 3153-2078 (os dois contatos também são WhatsApp).

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?