Com mulher contaminada, Lorena chega a quatro ocorrências confirmadas de Covid-19

Vítimas da doença são profissionais de saúde; com 54 casos suspeitos, município já havia registrado contágio importado

Principal entrada do Pronto Socorro de Lorena; cidade registra quarto caso de coronavírus (Foto: Rafaela Lourenço)

Lucas Barbosa
Lorena

A Prefeitura de Lorena confirmou mais um caso de contaminação por Covid-19, na noite desta sexta-feira. Somados aos dois registros na noite da última quinta-feira (16), com o primeiro caso autóctone (contraído na cidade) e o segundo importado de coronavírus (Covid-19) no município, a cidade atinge quatro confirmações. Outros 54 moradores aguardam os resultados de exames para descobrirem se estão infectados.

De acordo com a secretaria de Saúde, o caso é de uma mulher, 38 anos, profissional de saúde, que apresentou comorbidades. Ela é moradora de Cachoeira Paulista e está em isolamento domiciliar.

Na noite anterior, a cidade havia noticiado dois contágios. A vítima autóctone é um homem de 56 anos, que atua como profissional de saúde. Ele procurou atendimento no último dia 3 na Santa Casa da cidade, relatando dificuldades em respirar. No dia seguinte, ele foi transferido à UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), onde permaneceu com o auxilio do aparelho respirador até o último dia 9.

Quatro dias depois, o profissional de saúde foi encaminhado ao setor de isolamento clínico do hospital, recebendo alta na tarde da última quinta-feira. Desde então, ele permanece em isolamento domiciliar, onde é monitorado por familiares, que regularmente são contatados por agentes da secretaria de Saúde de Lorena.

Já o segundo caso importado da doença é referente a um homem de 38 anos, também é profissional de saúde. Morador de São Paulo, o paciente chegou a Lorena no começo do mês para visitar familiares, mas após apresentar sintomas de Covid-19 foi levado à Santa Casa na última segunda-feira, onde permanece internado, em estado estável, na ala de isolamento clínico.

Lorena soma agora quatro confirmações, sendo uma importada, o primeiro caso, referente a uma estudante de engenharia bioquímica da USP-Lorena (Universidade de São Paulo), diagnosticada com a doença no último dia 23 em Guarulhos (SP), seu município natal. A universitária de 20 anos sentiu os primeiros sintomas em 10 de março em Lorena e na sequência recorreu à casa de seus familiares, na cidade que integra a região metropolitana da capital. A jovem recebeu alta da UTI no último dia 3, mas segue em isolamento domiciliar em Guarulhos.

Além de duas mortes, a Prefeitura de Lorena aguarda os resultados dos exames de 54 casos suspeitos, que são investigados pelo Instituto Adolfo Lutz, referência estadual em diagnósticos de coronavírus. Enquanto isso, 11 pacientes seguem internados em hospitais públicos e privados da cidade, sendo que três estão na UTI.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?