Atletas conquistam pódios em São Paulo e Centro Hípico Italiano retoma campeonatos em Lorena

Ranking Interno marca retorno de competições na cidade e deve contar apenas com alunos e familiares locais; desempenho de alto nível em eventos externos

Leonardo Bergamaschi, que conquistou medalhas no paulista e brasileiro de hipismo (Foto: Divulgação CHI)

Rafaela Lourenço
Lorena

Após um ano e cinco meses sem competições, o Centro Hípico Italiano, em Lorena retorna gradativamente a realização de eventos. Como no próximo dia 14, a primeira edição do Ranking Interno de hipismo, que aguardava a atual maior flexibilização devido a pandemia da Covid-19. O Centro, que coleciona conquistas e um alto nível de representatividade em competições externas, tem a sequência familiar no esporte da fundadora, Fernanda Bongetta.

Fechado de março a setembro, funcionando apenas para os clientes que hospedam seus cavalos, o Centro deve marcar o retorno dos campeonatos com a edição do Ranking Interno, apenas com os alunos locais. O evento seguirá todos os protocolos sanitários contra a disseminação do novo coronavírus, além de ser realizado em uma ampla área aberta, que deve contar um instrutor e até quatro alunos montados nos cavalos, mantendo o distanciamento.

De acordo com a proprietária, Bruna Bongetta, é gratificante retornar as atividades com segurança para os 14 profissionais que atuam desde a jardinagem até os instrutores e tratadores dos animais e principalmente para os clientes e praticantes. Ao todo são 34 cavalos no espaço, sendo 22 de proprietários e 14 próprios, dois para competições, três de estimação e o restante para a escolinha. “As aulas de equitação começam de cinco anos em diante. Temos alunos de 60 anos! E o hipismo é um esporte bacana porque os que competem não tem a diferença de gênero. Competem todos na mesma categoria, e nas abertas competem também todas as idades”, frisou Bruna ao explicar que a idade não influencia no desempenho do atleta e sim a conexão com o animal, pela sensibilidade do cavaleiro ao conduzi-lo.

A proprietária destacou ainda, que mesmo durante o período fechado na pandemia, o funcionamento interno seguiu normalmente com as atividades de fisioterapia, gelo para a musculatura e toda a recuperação dos animais como atletas.

Para as competições externas, o Centro também manteve a qualidade nas participações como representaram os irmãos Leonardo e Luísa Bergamaschi, que conquistaram medalhas no início do mês em São Paulo. Leo, de apenas 8 anos, além de trazer o bronze do Campeonato Paulista para casa, também garantiu a prata por equipe na categoria preliminar do Campeonato Paulista Brasileiro. O jovem atleta também se destacou ficando em quinto lugar no Brasileiro de salto, categoria preliminar que contou com 127 concorrentes.

Já a irmã Luísa, de 10 anos, ampliou o orgulho da família com a sua primeira participação no Campeonato Brasileiro conquistando o nono lugar entre 126 concorrentes, além da quadragésima posição no paulista. E no campeonato de Amazonas, realizado apenas com mulheres, que participou ao lado da médica Candice Braga, Luísa ficou no segundo lugar do pódio. A doutora conquistou o terceiro lugar no individual e o vice-campeonato por equipes.

Ana Laura Marton, de 12 anos também representou o Centro Hípico Italiano e ficou em oitavo lugar no Paulista de hipismo, concorrendo com 66 atletas. “A gente não esperava que fossemos para São Paulo, na hípica Santo Amaro, uma das mais renomadas do território nacional e ele representou muito bem (Leo). Todos na verdade!”, comentou Bruna sobre os desempenhos.

Ainda sobre competições, Lorena realiza desde 2015, a cada dois anos, a Copa Fernanda Bongetta, em homenagem a tia de Bruna, fundadora do espaço, que faleceu em 2014. O evento, que conta com a participação de hípicas de outras regiões, como de Minas Gerais e São Paulo capital, seria realizado em setembro, mas a direção estuda posterga-lo devido as medidas para inibir a disseminação do novo coronavírus.

Conheça o espaço – O Centro Hípico Italiano, localizado à rua Scyllas Thomè de Souza, 409 no Parque das Rodovias, funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 16h e aos sábados das 8h às 13h. Os interessados em conhecer mais sobre o esporte e as instalações, que contam também com a interação com outros animais como lhamas e antas, podem agendar uma aula experimental, gratuita presencialmente ou pelo telefone (12) 98141-2401, que também é WhatsApp.

 

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?