Aterro volta a ser alvo de incêndios criminosos em Lorena

Espaço público é invadido duas vezes em menos de 72 horas; Prefeitura promete reforçar segurança para resguardar serviço

Flagrante do incêndio no início dessa semana em Lorena; Prefeitura promete reforçar segurança (Foto: Reprodução PML)

Lucas Barbosa
Lorena
Após registrar dois incêndios criminosos em menos de três dias no aterro do bairro Novo Horizonte, a Prefeitura de Lorena anunciou na manhã desta quarta-feira (6) que reforçará o esquema de segurança do local. O Executivo solicita ainda a colaboração dos moradores da região para tentar identificar os responsáveis pelos atos.

Destinado apenas para o despejo de resíduos sólidos inertes, como entulhos de construção, o aterro do Novo Horizonte foi alvo de vândalos nas últimas sexta (1) e segunda-feira (4).

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Willinilton Portugal, o primeiro caso ocorreu por volta das 18h. O vigia do local, que mora com sua família em uma casa construída ao lado do aterro, percebeu uma fumaça saindo de uma região de vegetação, que fica nos fundos do espaço público.

Enquanto se aproximava do ponto, ele flagrou três homens fugindo pela cerca.

Acionado pelo profissional, o Corpo de Bombeiros se dirigiu ao aterro, onde combateu as chamas. Simultaneamente, equipes da Guarda Civil Municipal realizaram patrulhamentos pelo bairro para tentarem localizar os criminosos, mas não obtiveram sucesso.

Já na última segunda-feira, por volta das 17h30, o vigia fazia uma ronda em um trecho do aterro, quando percebeu que uma pilha de vigas de caibro, tipo de madeira, estava pegando fogo. Enquanto o servidor municipal se aproximava do ponto, dois homens correram, conseguindo novamente fugirem.

Mais uma vez chamado, o Corpo de Bombeiros apagou as chamas e na sequência, contando com o apoio da empresa Eppo, fez a limpeza do ponto atingido, para dificultar que ele novamente fosse incendiado pelos criminosos.

Para evitar que o aterro volte a ser alvo de vândalos, a Prefeitura revelou que a Guarda Civil Municipal intensificará consideravelmente a frequência de patrulhamentos nos trechos de acesso ao espaço público. O Município iniciou também um estudo para promover melhorias na estrutura de segurança do local, para tentar conter novas invasões.

Além destas medidas, Portugal revelou quais outras ações serão adotadas. “Conseguimos coletar algumas informações sobre as características físicas destes vândalos e as transmitiremos à Polícia Civil nesta próxima quinta-feira, durante o registro do boletim de ocorrência. Também estamos mantendo contato com moradores do bairro para tentarmos descobrir mais pistas. Ficamos indignados com esta situação, já que não existe motivo algum para atos tão lamentáveis quanto estes”, desabafou o secretário, que ressaltou ainda que graças a ação rápida dos Bombeiros as famílias que moram próximas ao aterro não foram atingidas pela fumaça.

Além de pedir para que a população denuncia os responsáveis pelos incêndios, o chefe da pasta destacou ainda que caso o grupo seja identificado, ele deverá responder por crime ambiental e invasão e danos ao patrimônio público.

Moradores ou testemunhas que tiverem informações sobre o grupo, podem denuncia-lo à Guarda Municipal através do contato: 153.

Não é de hoje que o aterro do Novo Horizonte é palco de queimadas criminosas. Entre 2016 e 2019, o Jornal Atos produziu diversas matérias denunciando incêndios no espaço público, que é licenciado pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). A mais recente foi divulgada pelo impresso no fim de setembro do ano passado.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?