Após dobrar número de contaminações em uma semana, Lorena tem terceira morte

Cidade contabilizada 34 infectados pela doença; idoso que faleceu no domingo já havia perdido esposa para a Covid-19

Espaço no complexo da Santa Casa, que mantém foco no novo coronavírus (Foto: Rafaela Lourenço)

Lucas Barbosa
Lorena

A preocupação em Lorena sobre o avanço do novo coronavírus aumentou após a última semana registrar o aumento de 100% no número de casos confirmados de Covid-19. A cidade, que possui cinco moradores internados devido à doença, teve no último domingo (17) sua terceira vítima fatal da pandemia.

Disponível no site oficial da Prefeitura, o boletim da Vigilância Epidemiológica aponta que até a tarde desta segunda-feira (18), Lorena registra 34 casos de coronavírus, sendo que 21 pacientes já se curaram.

Para piorar o quadro, a secretaria de Saúde confirmou no último domingo mais uma morte causada pela doença na cidade. Trata-se do engenheiro, José Marinho de Queiroz, que tinha 76 anos, e estava internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) da Santa Casa de Lorena desde 23 de abril. De acordo com a Prefeitura, a principal suspeita é que o idoso contraiu o Covid-19 durante uma viagem de trabalho em 13 de abril à São Paulo, já que começou a se sentir mal dois dias depois.

O engenheiro, que sofria de hipertensão e diabetes, era marido da primeira vítima fatal da pandemia no município, Simone Maria Figueiredo de Queiroz, que tinha 72 anos, e faleceu no último dia 30 também na Santa Casa de Lorena.

A outra lorenense que não resistiu ao coronavírus, tinha 73 anos e morreu no último dia 29 no Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde estava internada desde 15 de março. A idosa, que não teve sua identidade divulgada, realizava um tratamento contra o câncer no hospital oncológico IBCC, também localizado na capital paulista.

Preocupação – Além dos três óbitos confirmados, Lorena registra mais dois suspeitos.

O número de infectados poderá também aumentar nos próximos dias, já que o Município aguarda os resultados dos exames de 13 pacientes suspeitos.

Diagnosticados com a doença, cinco moradores seguem internados, sendo três na UTI da Santa Casa de Lorena, um na UTI do hospital particular Unimed de Lorena e outro na UTI do Hospital Regional de Taubaté.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?