Ainda sem parecer do jurídico, Soliva é contrário a aumento da tarifa

Papa prefeito, novo reajuste da passagem só deve ser feito em agosto de 2020; mobilidade urbana confirma mudanças de itinerários e horários de ônibus

TUG que passa por polêmica sobre contrato e prestação de serviços; Prefeitura nega novo reajuste de tarifa (Foto: Letícia Noda)
TUG que passa por polêmica sobre contrato e prestação de serviços; Prefeitura nega novo reajuste de tarifa (Foto: Letícia Noda)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

O reajuste da tarifa do transporte público de Guaratinguetá ainda está sob análise do departamento jurídico da Prefeitura, mas o prefeito Marcus Soliva (PSB) já se posicionou contra o novo aumento. Se aprovado, será o segundo aplicado em um mês.

O primeiro aumento saltou o valor da passagem de R$ 3,50 para R$ 4,10, no último dia 2, no lançamento do novo contrato. Já a nova proposta, tenta emplacar a passagem para R$ 4,26.

O jurídico avalia a viabilidade de conceder o novo reajuste. Caso o pedido seja acatado, a proposta será votada pela Comissão Tarifária, formada por representantes das secretarias de Segurança e Mobilidade, Fazenda e Administração.

A Rodoviário Oceano, empresa que venceu a licitação do transporte público, deu início aos trabalhos no começo do mês, fez o pedido de reajuste em agosto, e reiterou a solicitação em setembro, alegando aumento dos insumos, em especial do diesel, além do reajuste para a categoria de motoristas. Mesmo sem uma data para emissão da resposta, Soliva se manifestou contrário a um novo aumento neste ano. “Existe um questionamento deles e o posicionamento jurídico nosso, que estamos aguardando. Meu posicionamento é não. Pois a empresa começou a trabalhar a partir de outubro, não de agosto do ano passado para cá. Porque se baseia em dados retirados em agosto do ano passado”, explicou.

A data base para reajustes, de acordo com o edital de licitação, é agosto de cada ano. “Em agosto deste ano, se tivesse uma empresa operando normalmente, haveria a necessidade de fazer essa majoração dos valores de acordo com a tabela da comissão tarifária. Como entrou a operação em outubro, ao meu ver, o que vale é a partir de outubro agora. O próximo reajuste seria agosto do ano que vem. Vamos analisar juridicamente”, concluiu Soliva.

Alterações – Foram confirmadas mudanças em itinerários e horários de linhas pelo sub-secretário de Mobilidade Urbana, Rafael Vieira. As linhas 26 Jardim do Vale e 28 Três Garças passam pela praça Condessa de Frontin, na rota bairro-centro. A linha 23 Engenheiro Neiva passa próximo ao residencial Flamboyant. Já a linha 28 terá ainda uma extensão até o Atacadão, às 15h35 e 23h10.

A linha 2 São Manoel volta a ter ônibus passando pelo bairro e com a extensão de horários até o Santa Edwiges às 15h e 17h. A linha Norte e Sul deixa de rodar aos sábados, domingos e feriados.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?