Maxion anuncia investimento de R$ 100 milhões e expansão em Cruzeiro

Empresa surpreende com injeção de recursos e ampliação na produção de rodas automotivas e agrícolas em meio à crise

Linha de produção da Iochpe-Maxion, que surpreendeu ao anunciar ampliação na unidade de Cruzeiro (Foto: Reprodução)

Da Redação
Cruzeiro

A Iochpe-Maxion anunciou nesta semana investimentos na ordem de R$ 100 milhões para a unidade de Cruzeiro. A decisão injeta recursos e expande a produção de rodas automotivas. Segundo a multinacional, a produção será ampliada a partir de 2023 e a injeção de recursos vai na contramão do mercado, que vive incerteza devido à pandemia de Covid-19 e a guerra entre Rússia e Ucrânia, no leste europeu.

A empresa é líder global na produção de rodas automotivas e produção de componentes estruturais automotivos nas Américas do Sul, Central e do Norte. A Iochpe-Maxion tem 32 plantas fabris em 14 países. Na de Cruzeiro, ela detém uma das mais importantes unidades devido à logística para saída de produtos e chegadas de peças. “Apesar das atuais incertezas do mercado geradas pela pandemia e pelo conflito entre Rússia e Ucrânia, o compromisso de longo prazo em atender às necessidades dos clientes continua sendo nosso foco estratégico”, afirmou o CEO e presidente da Iochpe-Maxion, Marcos de Oliveira.

Ele destacou que o investimento injetará quatrocentas mil rodas de caminhões e outras 110 mil rodas agrícolas à capacidade anual de produção da fábrica de Cruzeiro. A produção começa no primeiro trimestre de 2023, com as rodas de caminhões. No terceiro trimestre do mesmo ano, tem início a produção das rodas agrícolas.

As fábricas de componentes estruturais vão diversificar sua produção de peças, e podem fortalecer ainda mais o relacionamento com os fabricantes de caminhões, de acordo com comunicado da empresa. A empresa já utiliza um sistema para se tornar neutra em carbono até 2040 e conquistou uma premiação do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) “Todos pela Sustentabilidade”, na categoria apoio à educação pelo impacto social.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?