Cruzeiro registra quatro assassinatos no final de semana

Dois jovens baleados seguem internados na Santa Casa; crimes ocorreram num intervalo de menos de três dias

Da Redação
Cruzeiro

O último final de semana foi marcado pela violência em Cruzeiro. Com quatro assassinatos e duas tentativas em menos de sessenta horas, a cidade atingiu a marca de 12 vítimas de homicídios dolosos (quando existe a intenção de matar) em 2021.

De acordo com os boletins de ocorrência, o assassinato mais recente foi registrado no fim da manhã do último domingo (25) na rua Vital Batista Teixeira no bairro Itagaçaba.

Leandro Santos, que tinha 29 anos, teve sua casa invadida por pelo menos dois criminosos armados por volta das 12h. Na sequência, os

Leandro, Higor e Kauã, três das quatro vítimas da série de crimes do último final de semana, em Cruzeiro (Fotos: Reprodução)

atiradores efetuaram oito disparos de arma de fogo na direção da vítima, que foi atingida por três.

Após ouvirem os tiros, vizinhos acionaram à Polícia Militar, que ao entrar no imóvel, constatou a morte do morador.

Já no início da manhã do último sábado (24), pedestres ligaram para a PM após se depararem com o corpo de um homem de 36 anos, caído próximo ao campo de futebol do bairro Várzea Alegre, na zona rural. Ao chegar ao local indicado, os policiais militares perceberam que o cadáver possuía um corte profundo no pescoço, possivelmente causado por uma facada. A vítima foi identificada como Sandro da Silva Oliveira, mais conhecido como Dedé.

O caso mais violento do último final de semana ocorreu na noite da última sexta-feira (23), no bairro Vila dos Comerciários.

Um grupo de amigos estava reunido na entrada do condomínio Colinas da Mantiqueira, quando foi surpreendido por um atirador que desceu de um carro e efetuou diversos disparos de arma de fogo, atingindo quatro vítimas.

Na ação, foram mortos o adolescente, Kauã Eduardo de Almeida Odorizi, de apenas 17 anos, e o jovem Higor Alan da Silva Souza, que tinha 18 anos.

Outros dois rapazes baleados, de 18 e 23 anos, foram socorridos e encaminhados à Santa Casa de Cruzeiro. Eles permanecem internados, sendo um deles em estado grave.

Mesmo antes do fim do mês de abril, Cruzeiro contabiliza neste ano um aumento de 9% no número de vítimas de assassinato em comparação aos primeiros cinco meses de 2020, saltando de 11 para 12 casos.

A Polícia Civil de Cruzeiro abriu inquéritos para tentar identificar os assassinos. A corporação deverá convocar para prestarem depoimentos familiares e amigos das vítimas, em busca de informações que contribuam para as elucidações dos crimes.

A reportagem do Jornal Atos entrou em contato com a DIG (Delegacia de Investigações de Gerais) de Cruzeiro no início da tarde desta segunda-feira (26) em busca de atualizações sobre os casos, mas foi informada que os porta-vozes da corporação e suas equipes permanecem em diligências pela cidade tentando localizar os criminosos.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?