Câmara de Cruzeiro aprova aumento do número de vereadores para próxima legislatura

Projeto é votado em última sessão do ano; cadeiras sobem de 10 para 13 a partir das ‘Eleições de 2024’

O vereador Jorge Currila defende aumento do número de vereadores; Câmara aprova projeto (Foto: Reprodução CMC)

Lucas Barbosa
Cruzeiro

No “apagar das luzes”, a Câmara de Cruzeiro aprovou na última sessão do ano o aumento do número de vereadores, de 10 para 13, a partir da próxima legislatura (2025). A ampliação das cadeiras teve como principal justificativa a necessidade do Legislativo em contar com mais representantes para atuarem em prol da população e do município.

De autoria da mesa diretora da Casa, a proposta de abertura de mais três vagas parlamentares a partir das eleições de 2024 foi aprovada, com o placar de 9 votos a 1, durante a sessão extraordinária da última quinta-feira (23). O único voto contrário ao projeto foi declarado pelo vereador, Higmar Lopes (PSD).

De acordo com o presidente da Câmara, Jorge Luiz dos Santos, o Jorge Currila (PL), a medida contribuirá para o aumento da representatividade na Casa e também para diminuir injustiças, já que nos últimos pleitos diversos candidatos tiveram votações expressivas, mas acabaram ficando de fora devido à escassez de cadeiras. O chefe do Legislativo explicou ainda que a Constituição Federal permite que Cruzeiro tenha até 17 vereadores, pois a cidade conta com uma população superior a oitenta mil habitantes. “Já que a demanda de trabalho e o número de moradores que nos procuram são altíssimos, é fundamental que a Câmara possua mais representantes. A cidade passará a ter ainda mais vereadores lutando pelo seu desenvolvimento. Não é de hoje que Cruzeiro necessita desta mudança, que não trará um grande impacto nas despesas da Casa”.

O vice-presidente da Câmara, Diego Miranda (PSD), também ressaltou a necessidade da ampliação de cadeiras. “Atualmente, a Câmara de Cruzeiro tem quase o mesmo número de vereadores que os municípios do Vale Histórico, que possuem uma população bem menor que a nossa. Com essa correção, aumentará o diálogo, ficará garantido os direitos de participação das minorias e ganharemos também em qualidade”.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?