Últimos títulos do Cidade legal esperam por beneficiados em Canas

Moradores dos bairros Santa Terezinha e São João devem agendar atendimento na diretoria de Obras e Planejamento

A avenida 23 de Março no Centro de Canas; cidade entrega últimos títulos do programa Cidade Legal (Foto: Arquivo Atos)

Marcelo Augusto dos Santos
Canas

Com quase um ano de espera, a Prefeitura de Canas informou que há títulos de propriedades disponíveis do programa Cidade Legal, para retirada de moradores dos bairros Santa Terezinha e São João. Criado em agosto de 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo, o projeto tem como objetivo de implementar, agilizar e desburocratizar as ações e os processos de regularizações fundiárias de núcleos habitacionais.

Desde de setembro do ano passado, oitenta títulos estavam prontos, mas devido à baixa procura, uma campanha foi lançada na página do Facebook de Canas e 59 documentos foram retirados, mas 21 ainda aguardam pelos seus donos.

Para buscar o documento é necessário agendar um horário de atendimento pelo telefone (12) 3151-6000, e comparecer à diretoria de Obras e Planejamento, que fica na avenida 22 de Março, nº 369, no Centro, com documento de identificação com foto e CPF.
“O munícipe não sofrerá nenhuma penalidade se não retirar. Ele tem o direito de receber essa matrícula, que o programa Cidade Legal oferta, porém, vai perder essa isenção de encargo cartorário, vai perder essa matrícula de maneira gratuita se não retirar aqui na Prefeitura”, informou o engenheiro da Prefeitura, Gabriel Nahime.

Ainda segundo Nahime, a administração deu início às tratativas para o recolhimento de documentação das famílias no Santa Terezinha e São João, que não aderiram ao programa. Já nos demais bairros como Dona Ana e Vila Freire, a Prefeitura realizou etapas do atendimento como cadastramento social e triagem dando início à elaboração da documentação necessária para envio ao cartório.

Lorena – No último dia 19, seis moradores da área ocupada do Parque das Rodovias receberam as escrituras de residências. Agora são 36 pessoas com imóveis regularizados e outros 22 títulos estão prontos. Já os demais 286 seguem em análise no cartório.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?